Avaliação imunofenotipica, estudo do indice de DNA e de alterações moleculares em celulas blasticas de pacientes portadores de leucemia linfoide aguda diagnosticados na Fundação Hemope

Orientador: Irene Lorand-Metze

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2007
Main Author: Mello, Mariana Rezende Bandeira de, 1980-
Orientador/a: Lorand-Metze, Irene, 1945-
Banca: Costa, Fernando Ferreira, Melo, Ligia Niero
Format: Dissertação
Language:por
Published: [s.n.]
Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Ciências Médicas
Programa: Programa de Pós-Graduação em Clínica Médica
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Online Access:http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/309695
Citação:MELLO, Mariana Rezende Bandeira de. Avaliação imunofenotipica, estudo do indice de DNA e de alterações moleculares em celulas blasticas de pacientes portadores de leucemia linfoide aguda diagnosticados na Fundação Hemope. 2007. 68f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/309695>. Acesso em: 10 ago. 2018.
Resumo Português:Resumo: A Leucemia Linfóide Aguda (LLA) representa 75-80% dos casos de leucemia em crianças e apenas 20% das leucemias do adulto. Certas características clínicas e laboratoriais têm valor prognóstico e servem para estratificá-los em grupos de risco para tratamento. O diagnóstico da LLA é baseado principalmente nas suas características fenotípicas que permitem definir a linhagem, o grau de maturação, bem com, assincronismos de maturação que permitem diferenciar blastos leucêmicos de precursores linfóides normais, o que é muito útil na detecção de doença residual mínima. Nosso objetivo foi estudar as características biológicas da LLA (características fenotípicas, moleculares e ploidia) em pacientes (adultos e crianças) atendidos na Fundação Remope. Foram utilizados um painel de triagem de anticorpos monoclonais e 2 secundários (para LLA-B e LLA- T). Todos os casos foram analisados no Paint-a-Gate para estudo da intensidade média de ~uorescência (IMF). Pesquisamos os rearranjos BCR/ABL p190 e p210, AF4/MLL, E2A/PBXl e TEL/AMLl. Foram analisados 49 pacientes onde 18 eram crianças (:S 18 anos) e 31 adultos (> 18 anos). Dos casos estudados 11 foram LLA- T (6 préT e 5 LLA-T) com mediana de idade de 19 anos. E 38 foram LLA-B (7 pré-pré-B, 15 B comum e 13 pré B e 3 sem classificação) com mediana de idade de 29 anos. O rearranjo BCR/ABL foi encontrado em 5 pacientes, sendo 4 BCR/ABL p190 e 1 BCR/ABL p210. Dois pacientes apresentaram o rearranjo E2A/fBXI e 2 o AF4/MLL. Não foi encontrado nenhum caso com o rearranjo TEL/AMLI. Quanto ao índice de DNA, 5 pacientes foram hiperdiplóides e 42 diplóides. A porcentagem de células em Fase S não variou entre crianças e adultos nem entre as LLAs B e T. Concluímos que os anticorpos utilizados foram suficientes para classificar imunologicamente os casos. A análise quantitativa expôs mais os assincronismos de maturação. A freqüência encontrada de casos hiperdiplóides foi semelhante à literatura. A taxa de proliferação foi muito variável, mas não teve relação com a idade, nem com o tipo de LLA. Os rearranjos encontrados apresentaram associação com os subtipos de LLA conforme descrito na literatura. Embora, a freqüência de adultos com BCR/ABL tenha sido abaixo da relatada
Resumo inglês:Abstract: Acute Lymphoblastic Leukemia (ALL) is a disease that occurs primarily in children (75-80%) and represents only 20% of adults' leukemia. Some c1inical and laboratorial research have focused on stratifying patients into various risk groups based on known prognostic features that play a critical role in directing therapy for ALL. We have studied biological characteristics of ALL (adults and children) of patients attended on Hemope Foundation from March 2004 to March 2006. The immunophenotyping at diagnosis was perfonned by a dual color two stage protocol. Expression of each antigen studied was measured by mean fluorescence intensity (MFI) by flow cytometry using the Paint-a-gate software. RT-PCR was perfonned to detect specific molecular alterations. We analyzed 49 patients: 18 children (:S 18 years old) and 31 adults. Eleven were T ALL with median age of 19 years and 38 were B ALL (7 pre-pre B, 15 common, 13 pre B and 3 without c1assification) :with median age of 29 years. Concerning gene rearrangements, BCR/ABL was detected in 5 patients (4 BCR/ABL p190 and 1 BCR/ABL p210), E2A/PBXl in 2 patients and AF4/MLL in 2 patients. TEL/AML1 couldn't be found in any case examined. Hyperdiploidy was observed in 5 patients. The percentage of cells in phase S showed a large variation, but did not differ in children or adults nor between B ALL and T ALL. Our results show that the antibodies used were sufficient to c1assify the cases. The quantitative approach was able to disclose better the maturation abnonnalities of the leukemic blasts. The frequency of hyperdiploid cases was similar to that found in the literature. The proliferation rate was variable but had no relationship with age and ALL type. The molecular aberrations were associated with specific ALL subtypes, as already described in the literature. Even so, the frequency of BCR/ABL in adults was diminished.