Geração Arido Movie : o cinema cosmopolita dos anos noventa em Pernambuco

Orientador: Nuno Cesar Pereira de Abreu

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2009
Main Author: Saldanha, Gabriela Lopes
Orientador/a: Abreu, Nuno César Pereira de, 1948-2016
Banca: Passos, Antônio Fernando da Conceição, Ferreira, Alexandre Figueroa
Format: Dissertação
Language:por
Published: [s.n.]
Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Artes
Programa: Programa de Pós-Graduação em Multimeios
Assuntos em Portugês:
Assuntos em Inglês:
Online Access:http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/284075
Citação:SALDANHA, Gabriela Lopes. Geração Arido Movie: o cinema cosmopolita dos anos noventa em Pernambuco. 2009. 141 p. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Artes, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/284075>. Acesso em: 14 ago. 2018.
Resumo Português:Resumo: Com um cenário tão diverso, o Estado de Pernambuco construiu, ao longo da década de noventa e 2000, um verdadeiro pólo criativo de cinema. Isto só foi possível devido a uma rica herança cultural, às políticas de incentivo federais e estaduais, a equipamentos cada vez mais baratos e portáteis, além do estímulo nacional que ecoou em vários Estados brasileiros na fase de Retomada do cinema nacional. A partir dos filmes Baile Perfumado (1997), O Rap do Pequeno Príncipe Contra as Almas Sebosas (2000), Amarelo Manga (2003), Cinema, Aspirinas e Urubus (2005), Árido Movie (2006), Baixio das Bestas (2007) e Deserto Feliz (2008), a pesquisa descreve o que torna a realização cinematográfica no Estado tão profícua e que acabou criando uma marca para a geração, intitulada Árido Movie.
Resumo inglês:Abstract: With so diverse scenery, the state of Pernambuco built, along the nineties and two thousands a truly creative polo of movies. That was possible due to a rich cultural heritage, of federal and statue policies of inducement, of cheaper and more portable equipment, besides the national stimulant that echoed over the several Brazilian states in the phase of national cinema reborn. From the movies Baile Perfumado (1997), O Rap do Pequeno Príncipe Contra as Almas Sebosas (2000), Amarelo Manga (2003), Cinema, Aspirinas e Urubus (2005), Árido Movie (2006), Baixio das Bestas (2007) e Deserto Feliz (2008), the research describes what turns the movie realization in the state so profitable and that it ends creating a brand for the generation, entitled Árido Movie.