Os impactos das condições de trabalho sobre a subjetividade do professor de ensino superior privado de Campinas

Orientador: Elisabete Monteiro de Aguiar Pereira

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2012
Main Author: Lima, Liliana Aparecida de, 1964-
Orientador/a: Pereira, Elisabete Monteiro de Aguiar, 1949-
Banca: Meloni, Reginado Alberto, Bernardo, Marcia Hespanhol, Aguilar, Luis Enrique, Heloani, José Roberto Montes
Format: Tese
Language:por
Published: [s.n.]
Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Educação
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Online Access:http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/250773
Citação:LIMA, Liliana Aparecida de. Os impactos das condições de trabalho sobre a subjetividade do professor de ensino superior privado de Campinas. 2012. 158 p. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/250773>. Acesso em: 22 ago. 2018.
Resumo Português:Resumo: A expansão do ensino superior privado no Brasil avança rapidamente e a desregulamentação, financeirização e desnacionalização tem marcado fortemente este crescimento acelerado com grandes fusões entre instituições educacionais que seguem construindo conglomerados com participação na bolsa de valores, o que reforça o crescimento de uma concepção mercadológica do ensino privado no país. Esta concepção mercantil determina muitas das condições de trabalho dos professores nestas instituições e, consequentemente, estas condições de trabalho impactam a subjetividade destes professores. O presente estudo propôs como objetivo geral, pesquisar junto aos/as professores do Ensino Superior Privado, sindicalizados ao Sindicato dos Professores da Rede Privada de Ensino de Campinas e Região, como as suas subjetividades são impactadas e se manifestam a partir de determinadas condições de trabalho a que estão submetidos nas IES Privadas. Por "impacto" adota-se a definição de ser uma "influência decisiva dos acontecimentos no decurso da história". O estudo apresenta uma contextualização da expansão do Ensino Superior Privado no Brasil; reúne vários autores que versam sobre a subjetividade em uma concepção sócio-histórica e marxista, tanto do ponto de vista da Psicologia quanto da Sociologia. Foram sujeitos da pesquisa 29 professores que responderam a um questionário com perguntas abertas e fechadas. Os dados coletados foram compreendidos a partir do método fenomenológico de Amedeo Giorgi e a discussão foi realizada a partir de uma análise qualitativa.. Os dados revelam que 88% dos professores se dizem estressados, seguido do tempo que o trabalho retira de lazer, de convívio com a família e com os amigos com 76%; surgem as manifestações de adoecimento em mais da metade dos/as pesquisados/as com 52% e o medo de perder o emprego acomete 52% dos professores. Apesar disso, 68% dos professores não mudariam de profissão. Evidencia-se, portanto, através da análise de impacto sobre a subjetividade destes professores que as condições de trabalho vivenciadas pelos mesmos impactam negativamente as suas subjetividades tornando-as subjetividades precarizadas.
Resumo inglês:Abstract: The private universities in Brazil are nowadays in a fast wave of development, therefore there are no financing, rules and nationalization. It grows with lack of infrastructure. Some universities have joined forces with others educational parties and there is a furor of building big campus, huge buildings and having these institutions even being able to negotiated at the stock market, reinforcing the idea that private education is becoming a business rather than a matter of teaching and learning. This commercial conception rules and dictates the way professors should teach and manage duties incurring in a confront sometimes with the ideals of teaching as a profession. This study proposed general objective research, together with as teachers of Private Higher Education, the Teachers Union unionized Private Network for Teaching and Campinas Region, as their subjectivities are impacted and manifest from certain working conditions they are submitted in private HEIs. By 'impact' adopts the definition of being a "decisive influence events in the course of history." The study presents a context of expansion of Private Higher Education in Brazil, brings together several authors that deal with the subjectivity in a socio-historical conception and Marxist, both from the point of view of Psychology as of Sociology. A questionnaire was proposed with open questions and closed ones and presented to 29 professors. The data collected was understood/ analyzed under Amedeo Giorgi method ?? phenomenological; a discussion also was proposed under a view of a qualitative analysis.The result of this study shows that 88% of the professors say they are stressed; followed by 76% of complains about little time with family, friends and lack of outside leisure; 52% of the professors ?? more than half of them will show some kind of illness and finally 52% of them are afraid of losing their job. Nevertheless, 68% stated they would not change profession. It demonstrates therefore, that the working conditions experienced by the professors to negatively impact their subjectivities becoming precarious.