Nicho trofico de Micoureus paraguayanus (Didelphimorphia: Didelphidae) = variação intrapopulacional e interindividual

Resumo: A teoria do nicho como originalmente concebida baseia-se na pressuposição que os indivíduos de uma espécie ou população são ecologicamente equivalentes. Entretanto fatores endógenos e exógenos podem contribuir para a existência de variação nas dimensões do nicho. Nesse contexto foi estudada...

Nível de Acesso:openAccess
Data de Defesa:2010
Autor/a: Pires, Mathias Mistretta
Orientador/a: Reis, Sérgio Furtado dos, 1952-
Banca: Setz, Eleonore Zulnara Freire, Godoy, Wesley Augusto Conde
Tipo Documento: Dissertação
Idioma:por
Instituição de Defesa: [s.n.]
Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Biologia
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ecologia
Assuntos em Portugês:
Assuntos em Inglês:
Download Texto Completo:http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/316378
Citação:PIRES, Mathias Mistretta. Nicho trofico de Micoureus paraguayanus (Didelphimorphia: Didelphidae) = variação intrapopulacional e interindividual. 2010. 74 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/316378>. Acesso em: 16 ago. 2018.
Resumo Português:Resumo: A teoria do nicho como originalmente concebida baseia-se na pressuposição que os indivíduos de uma espécie ou população são ecologicamente equivalentes. Entretanto fatores endógenos e exógenos podem contribuir para a existência de variação nas dimensões do nicho. Nesse contexto foi estudada a ecologia alimentar do marsupial Micoureus paraguayanus em uma área de Cerrado com o objetivo de identificar os fatores endógenos e exógenos que influenciam na sua dieta e os padrões de subdivisão do nicho trófico populacional entre os indivíduos da população. A composição da dieta e a amplitude do nicho trófico foram fortemente influenciadas pela sazonalidade, havendo ainda diferenças relacionadas aos sexos no uso de recursos. No período de escassez de recursos alimentares, durante a estação fria?seca, houve ampliação do nicho trófico populacional devido ao aumento da variação interindividual na dieta. Essa variação resulta na ocorrência de indivíduos com dietas mais restritas compostas por subconjuntos do espectro de recursos usado pelos indivíduos com dietas menos restritas. Esses resultados adicionam M. paraguayanus a uma lista crescente de espécies onde tem sido demonstrada variação no uso de recursos e relatam a emergência de estrutura nas interações tróficas no nível dos indivíduos da população, abrindo caminho para uma nova área de interesse em ecologia alimentar
Resumo inglês:Abstract: Niche theory as originally formulated is based upon the assumption that the individuals within a species or population are ecolgically equivalent. However endogenous and exogenous factors may contribute to the existence of variation in niche dimensions. In this context, I studied the feeding ecology of the didelphid marsupial Micoureus paraguayanus in a Cerrado (savannah-like) remnant with the objective of identifying the factors that affect its diet and the patterns of trophic niche subdivision amongthe individuals within the population. The dietary composition and trophic niche width were highly affected by seasonality with differences in resource use related o sex. In the cool?dry season, when resources are scarcer, niche was broader due to increased interindividual diet variation. This variation results in the occurrence of individuals with different degrees of diet generalization within the population sch that individuals with more constrained diets use subsets of the resource spectrum used by those individuals with broader dies. These results add M. paraguayanus to a growing list of species showing interindividual diet variation and show the emergence of structure in the trphic interactions at the individual?level, creating new avenues for future research in feeding ecology