Políticas de Estado e representação de classe : balanço crítico da bibliografia sobre os governos Lula

Orientador: Armando Boito Junior

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2018
Main Author: Del Passo, Octávio Fonseca, 1990-
Orientador/a: Boito Junior, Armando, 1949-
Banca: Rossi, Pedro Linhares, Costa, Valeriano Mendes Ferreira
Format: Dissertação
Language:por
Published: [s.n.]
Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciência Política
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Online Access:http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/333293
Citação:DEL PASSO, Octávio Fonseca. Políticas de Estado e representação de classe: balanço crítico da bibliografia sobre os governos Lula. 2018. 1 recurso online (127 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Campinas, SP.
Resumo Português:Resumo: A presente dissertação realiza uma sistematização do acúmulo de conhecimento científico sobre o recente processo político brasileiro, ao analisar e classificar, comparativamente, parte importante da bibliografia que analisa os governos de Luís Inácio Lula da Silva (2003¿2010). O trabalho culmina em um balanço da bibliografia, desenvolvido com o auxílio dos dispositivos conceituais elaborados por Nicos Poulantzas e tem o percurso metodológico traçado a partir do resultado das análises das políticas econômica, social e externa nas obras usadas como fonte de dados. No primeiro capítulo, são analisadas as teses de Leda Paulani e de Ruy Braga, as quais têm, em comum, o fato de caracterizarem os governos Lula como continuidade do modelo neoliberal, e, por isso, dão ênfase à manutenção das políticas macroeconômicas. No segundo capítulo, são analisadas as teses de André Singer e de Armando Boito Jr., que defendem que houve uma mudança na política de Estado, embora não tenha ocorrido o rompimento do modelo econômico neoliberal. Os referidos autores destacam as mudanças permitidas dentro dos limites do modelo econômico. No terceiro capítulo, são analisadas as teses de Aloísio Mercadante e de Emir Sader, que apontam que os governos Lula representaram uma nova hegemonia, e que houve uma ruptura com o modelo econômico neoliberal formulado nos governos precedentes. Com intuito de sintetizar a comparação entre as teses dos autores analisados nessa dissertação e evidenciar as convergências e as divergências entre tais estudos - que foram expressas por nós, através dos dispositivos conceituais de hegemonia, classe apoio, contradição principal e tipo de fracionamento - encontra-se ao final de cada capítulo uma tabela formulada por nós. As análises próprias são apresentadas no espaço dedicado à conclusão
Resumo inglês:Abstract: The following paperwork systematizes a compilation of scientific studies about the recent Brazilian political scenario by analyzing and classifying, comparatively, a relevant portion of the bibliography on Luis Inácio Lula da Silva¿s presidency (2003 ¿ 2010). As a result, a balance of the aforementioned bibliography is presented. For the balance¿s development, Nico Poulantzas¿ conceptual definitions were used as academic references. As for the paperwork¿s methodological course, it was directed by the results found in the analysis of the foreign, social and economic policies as exposed in the analyzed works. In the first chapter, the thesis by Leda Paulani and Ruy Braga ¿ which have in common the fact that both characterize Lula¿s presidency as continuity for the neoliberal economic model and, because of that, focus on the maintenance of the macroeconomic policies in their analyses. In the second chapter, the thesis by André Singer and Armando Boito Jr. are analyzed. Those works state that a change in the State policy has happened, during Lula¿s presidency tenure, although there was no rupture in the neoliberal economic model. In the third paragraph, the works by Aloísio Mercadante and Emir Sader are added into the discussion. Both works point out that Lula¿s tenure represented a new hegemonic positioning and that there was a rupture with the previous presidencies¿ neoliberal economic approach. With the aim at summarizing the comparison between the different authors¿ thesis used in this work and also highlighting the similarities and differences found in their views ¿ which were expressed through the academic concepts of hegemony, class support, main contradiction and fractioning type - a spreadsheet will be found in the end of each chapter. The author¿s analyses are presented in the conclusion of this work