Avaliação multiparametrica por citometria de fluxo de um painel racionalizado de quatro cores para o diagnostico de sindromes mielodisplasicas

Orientador: Irene Lorand-Metze

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2009
Main Author: Reis-Alves, Suiellen Carvalho, 1982-
Orientador/a: Lorand-Metze, Irene, 1945-
Banca: Yamamoto, Mihoko, Souza, Carmino Antonio de
Format: Dissertação
Language:por
Published: [s.n.]
Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Ciências Médicas
Programa: Programa de Pós-Graduação em Clínica Médica
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Online Access:http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/309692
Citação:REIS-ALVES, Suiellen Carvalho. Avaliação multiparametrica por citometria de fluxo de um painel racionalizado de quatro cores para o diagnostico de sindromes mielodisplasicas. 2009. 132 p. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/309692>. Acesso em: 14 ago. 2018.
Resumo Português:Resumo: A análise multiparamétrica por citometria de fluxo é útil para o diagnóstico diferencial de Síndromes Mielodisplásicas (SMD) nos casos com poucos elementos displásicos na medula óssea (MO) e cariótipo normal. Vários estudos têm relatado hipogranularidade dos granulócitos, anormalidades no padrão de expressão de antígenos, alterações nas quantidades e expressões anômalas nas células CD34+, assim como uma diminuição das células precursoras-B, além do aumento dos monócitos. No entanto, não há um consenso sobre qual o melhor painel a ser aplicado, pois, os painéis geralmente utilizados incluem um grande número de anticorpos monoclonais (AcMo). Neste estudo, a utilidade de um painel racionalizado (10 AcMo) foi avaliada, em combinações de quatro cores, na rotina laboratorial, permitindo o estudo de diversos parâmetros para o diagnóstico de SMD, podendo sugerir fatores prognósticos. Foi examinado MO de pacientes com diagnóstico recente de SMD. O diagnóstico foi baseado na contagem de sangue periférico, citologia de medula óssea e cariótipo. O critério OMS foi utilizado. Foram analisados: dispersão lateral da luz (side scatter -SSC) e padrão de maturação dos granulócitos e dos monócitos, além dos subtipos presentes na população de células CD34+, sendo estas características comparadas com a MO normal. As combinações de AcMo utilizadas foram: HLA-DR/CD14/CD45/CD33; CD16/CD34/CD45/CD13; CD19/CD34/CD45/CD117 e HLA-R/CD123/CD45/CD33. No mínimo 50.000 eventos/caso foram adquiridos. Este estudo incluiu 24 casos de MO normal e 54 casos de SMD com idade mediana de 62 anos (23-93). Os tipos OMS foram 2 casos de AR, 2 SMD del 5q, 25 CRDM, 8 CRDMSA, 7 AREB-I, 10 AREB-II. Os casos foram grupados em SMD com <5% de blastos (baixo risco) e SMD >5% de blastos (alto risco) para análise e comparados com MO normal. Foram detectadas 16 alterações: 4 nos precursores granulocíticos, 4 nos monócitos, 6 na população de blastos como o aumento das células CD34+, mieloblastos e células imaturas não definidas, diminuição dos precursores de células B, e 2 nas populações minoritárias. O total de número de alterações em casos com < 5% de blastos na MO foram de 6 (2-15) porcentagem de blastos na citologia (r= 0.38; p= 0.001), porcentagem de células CD34+ (r= 0.40; p< 0.001), células CD34+/CD13+ (r= 0.61; p< 0.0001), e com as células imaturas não linfóides CD34+/CD13- e CD34+/CD117- (r= 0.30 p=0.02 e r=0.55 p=0.0003, respectivamente). Os precursores de células-B (r=-0.39; p= 0.001) e a hemoglobina (r= -0.30; p= 0.001) diminuíram de acordo com a extensão do número de alterações. Houve correlação entre o número de alterações com o tipo OMS (r= 0.38; p=0.002) e o IPSS (r=0.27 p=0.02). Mesmo com o uso de um painel restrito de 10 AcMo, concluiu-se que este painel foi suficiente para fazer o diagnóstico em 91% dos casos, e permitiu detectar características associadas com a agressividade dos casos.
Resumo inglês:Abstract: Flow cytometric analysis is useful for the diagnosis of myelodysplastic syndromes (MDS) in cases of few dysplastic elements in bone marrow (BM) and a normal karyotype. Several studies have reported decreased side scatter (SSC) in the granulocytic gate, abnormalities in the maturation pattern antigens, number and abnormal co-expressions in CD34+ cells besides decreased of B-cell precursors and increased of monocytes. There is no uniformly accepted panel for these analyses that usually comprise a large number of monoclonal antibodies (MoAbs). We examined the utility of a small panel of MoAbs in four-color combinations, used routinely in our laboratory that allows the evaluation of several parameters for the diagnosis of MDS and may suggest prognostic factors. Bone marrow aspiration was performed in the diagnostic routine. The diagnosis was based on peripheral blood counts, BM morphology and karyotype. The WHO criteria were used. We examined: SSC and maturation pattern of granulocytes and monocytes; subsets present in the CD34+ population. These features were compared to the values found in normal BM. Combinations of MoAbs:HLA-DR/CD14/CD45/CD33; CD16/CD34/CD45/CD13; CD19/CD34/CD45/CD117; HLA-R/CD123/CD45/CD33. At least 50 000 events/case were acquired. Data were acquired in a FACS CaliburTM flow cytometer and the Paint-A-Gate software was used for data analysis. Normal BMs: 24 cases; MDS 54 cases. Median age: 62 years (23-93). WHO types: 2 RA, 2 MDS del 5q, 25 RCMD, 8 RCMD-RS, 7 RAEB-I, 10 RAEB-II. We could detect 16 alterations: 4 in granulocytic precursors, 4 in monocytes, increase in CD34+ cells, myeloblasts and not defined immature cells, decrease in B-cell precursors, changes in precursor lymphoid dendritic cells and basophilic precursors. The total number of changes in cases with <5% BM blasts was 6 (2-15) and in RAEB 8 (4-12). The number of alterations had a positive correlation with the WHO type, IPSS, %blasts (cytology) (r=0.38; p=0.001), %CD34+ cells (r=0.40; p=0.001), CD34+/CD13+ cells (r=0.61; p<0.0001), but also non-lymphoid immature cells (CD34+/CD13- r=0.30; p=0.02 e CD34+/CD117- r=0.55; p=0.0003). The B-precursors cells and hemoglobin decreased with the increase of number alterations (r=-0.39; p=0.001 and r=-0.30; p=0.01 respectively). We conclude that our panel, although small, was sufficient to make the diagnosis of MDS in 91% of our cases, and permitted to detect features associated with aggressive cases.