O tempo historico na pesquisa sobre ensino de historia : um balanço historiografico

Orientador: Ernesto Zamboni

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2006
Main Author: Turini, Leide Divina Alvarenga
Orientador/a: Zamboni, Ernesta, 1939-, Zamboni, Ernesto
Banca: Abud, Kátia Maria, Martins, Maria do Carmo, Santos, Ediogenes Aragão
Format: Tese
Language:por
Published: [s.n.]
Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Educação
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Online Access:http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/252428
Citação:TURINI, Leide Divina Alvarenga. O tempo historico na pesquisa sobre ensino de historia: um balanço historiografico. 2006. 203 p. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/252428>. Acesso em: 7 ago. 2018.
Resumo Português:Resumo: TURINI, Leide Divina Alvarenga. O tempo histórico na pesquisa sobre ensino de História. Um balanço historiográfico. 2006. Tese (Doutorado em Educação) ¿ Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2006. Este estudo corresponde a um balanço historiográfico da pesquisa que elegeu o tempo histórico no ensino de História como objeto de investigação na década passada. A partir de uma aproximação com autores cujas reflexões apontam ruptura com a história linear e desconstrução da idéia de progresso como norma histórica em defesa de uma concepção do tempo histórico fundada nas experiências concretas dos sujeitos, procura (re)construir sentidos da experiência que constitui o tempo histórico como campo de pesquisa específico e que envolve a História e suas interlocuções com outras áreas do conhecimento. Caracterizadas segundo seus objetivos, suas abordagens teórico-metodológicas e suas conclusões, as pesquisas revelaram que o objeto tempo histórico se constitui com base em diferentes possibilidades de investigação, seja na perspectiva de se apreender como os alunos compreendem, desenvolvem e/ou representam noções temporais, seja na perspectiva dos pesquisadores que se preocupam com o lugar do tempo histórico nas propostas curriculares, na formação e nas representações dos professores, bem como no livro didático de História. O diálogo indagativo com as pesquisas ensejou uma reflexão sobre a inserção dos Parâmetros Curriculares Nacionais como via de interlocução entre políticas públicas adotadas para a educação no Brasil e a produção acadêmica; sobre fundamentos, perspectivas e questões relativas à proposta de uma educação histórica; também pôs em questão a idéia de progresso como força motriz de uma concepção linear de história
Resumo inglês:Abstract: TURINI, Leide Divina Alvarenga. O tempo histórico na pesquisa sobre ensino de História. Um balanço historiográfico. 2006. Tese (Doutorado em Educação) ¿ Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2006. This study corresponds to a historiographical examination of the research which elected historic time in the History teaching as subject matter last decade. It tries to rebuild meanings of the experience constitutive of historic time as a specific research field involving history and its intersection with other fields of knowledge, based on authors who point out a rupture in the linear history and deconstruction of the idea of progress as a historical norm and, so, support a conception of historic time founded on the individuals¿ concrete experience. Given their goals, theoretical, methodological approaches, and conclusions, these researches have revealed that historic time as subject matter is constituted according to different possibilities of investigation, whether it is into the perspective of grasping how students understand, develop, and represent time notions or into the perspective of researchers worried about the place historic time occupies in curricular proposals, in teachers¿ education and representations, as well as in History textbooks. The enquiring dialogue with these researches aimed to supply a reflection on both the presence of the national curriculum guidelines in them ¿as a way of interlocution between public policies for education in Brazil and the academic production¿and on the grounds, perspectives, and questions related to the proposition of a historical education. Also, it put into question the idea of progress as motive force of a linear conception of history