Conectividade funcional por imageamento de ressonância magnética (MRI) em pacientes com epilepsia de lobo temporal mesial (ELTM)

Orientadores: Fernando Cendes, Benito Pereira Damasceno, Gabriela Castellano

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2010
Main Author: Pereira, Fabricio Ramos Silvestre, 1975-
Orientador/a: Cendes, Fernando, 1962-
Banca: Cliquet Junior, Alberto, Sato, João Ricardo
Format: Dissertação
Language:por
Published: [s.n.]
Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Ciências Médicas
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Online Access:http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/309300
Citação:PEREIRA, Fabricio Ramos Silvestre. Conectividade funcional por imageamento de ressonância magnética (MRI) em pacientes com epilepsia de lobo temporal mesial (ELTM). 2010. 70 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/309300>. Acesso em: 17 ago. 2018.
Resumo Português:Resumo: Um número crescente de estudos sobre conectividade cerebral tem-se destacado na área da Neurociência. Esses estudos almejam entender como diferentes regiões no cérebro estão relacionadas. Para isso, diversas técnicas podem ser empregadas, dentre elas, a ressonância magnética funcional (fMRI). Baseada no sinal BOLD (Blood Oxigenation Level Dependence), a fMRI constitui-se de séries temporais que permitem estimar padrões conectividade efetiva (ecMRI) e funcional (fcMRI). Esta é definida como uma sincronização entre atividades neurais de regiões cerebrais remotas, aquela, como a influência que a atividade neural em uma região cerebral exerce sobre outra área. O presente trabalho consiste no estudo da conectividade funcional em estado de repouso (resting-state) dos hipocampos de três grupos de indivíduos: controles, pacientes com ELTM esquerda e pacientes com ELTM direita. Os resultados mostraram diferenças na conectividade funcional tanto entre controles versus pacientes (apenas os controles apresentaram correlação entre ambos os hipocampos) quanto entre pacientes com ELTM esquerda versus pacientes com ELTM direita (os valores de conectividade funcional dos pacientes com ELTM à direita foram significativamente superiores aos valores do grupo com ELTM à esquerda). Os resultados demonstram que o uso de técnicas para avaliam a conectividade funcional pode representar uma potente ferramenta no estudo da plasticidade cerebral em pacientes com epilepsia mesial temporal além de possibilitar a análise da rede cerebral padrão em sujeitos controles
Resumo inglês:Abstract: A growing number of studies on brain connectivity have been deployed in the area of Neuroscience. These studies aim to understand how different brain regions are related. Indeed, several techniques can be employed such as the functional magnetic resonance imaging (fMRI). Based on the BOLD signal (Blood Oxigenation Level Dependence), the fRMI consists of time series to estimate functional (fcMRI) and effective connectivity (ecMRI) patterns. The former is defined as synchronization between neural activities in remote brain regions and the later as the influence that one neural activity exerts on another area. The present work studies functional connectivity at rest (resting-state) of hippocampi from three groups: controls, patients with left MTLE and patients with right MTLE. The results showed differences in functional connectivity between both patients versus controls (only the controls showed correlation between both hippocampi) and between patients with left MTLE versus right MTLE (values of functional connectivity in patients with right MTLE were significantly higher than the group with left MTLE). The results demonstrated that the use of techniques that assess functional connectivity can be a powerful tool in the study of brain plasticity in patients with MTLE