Prevalência de hipertensão arterial e de fatores a ela associados em escolares de 6 a 19 anos no Rio de Janeiro

OBJETIVOS: Identificar a prevalência de pressão arterial elevada em estudantes de escolas municipais da zona sul do Rio de Janeiro e avaliar possíveis fatores associados a alteração de pressão arterial. MÉTODOS: Estudo epidemiológico descritivo de série de casos, realizado entre maio de 2014 a fever...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2015
Main Author: Alvadia, Larissa Haydée Costa
Orientador/a: Monteiro, Gina Torres Rego, Rodrigues, Lúcia
Format: Dissertação
Language:por
Online Access:https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/34396
Citação:ALVADIA, Larissa Haydée Costa. Prevalência de hipertensão arterial e de fatores a ela associados em escolares de 6 a 19 anos no Rio de Janeiro. 2015. 74 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública e Meio Ambiente) - Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2015.
Resumo Português:OBJETIVOS: Identificar a prevalência de pressão arterial elevada em estudantes de escolas municipais da zona sul do Rio de Janeiro e avaliar possíveis fatores associados a alteração de pressão arterial. MÉTODOS: Estudo epidemiológico descritivo de série de casos, realizado entre maio de 2014 a fevereiro de 2015, que buscou avaliar alunos de escola pública entre 6 a 19 anos de idade selecionados por sorteio. Os dados foram coletados por questionário, aferição de peso, altura, circunferência de cintura e a pressão arterial foram feitas em triplicada e também foi analisado o perfil lipídico nesses indivíduos. Pressão arterial elevada foi definida como pressão arterial sistólica e/ou diastólica igual ou acima do percentil 90 de acordo com a média das medidas realizadas. RESULTADOS: A amostra final constituiu-se de 104 estudantes (52,9% do sexo masculino) idade média de 11 anos. Foi identificada alteração de pressão arterial em 10,6% dos estudantes, o excesso de peso esteve presente em 36,5%, e 26,6% tinham alteração de colesterol total. Não houve diferença estatisticamente significativa de níveis pressóricos elevados quanto a sexo, excesso de peso, história clínica e perfil lipídico. A prevalência de pressão alterada foi significativamente maior entre aqueles com história familiar de segundo grau positiva para dislipidemia quando comparado com aqueles sem história (p<0,05). CONCLUSÕES: A prevalência de níveis pressóricos elevados nesta casuística (10,6%) foi compatível com outros estudos brasileiros. A detecção precoce de alterações de níveis pressóricos e fatores associados pode favorecer a adoção de políticas, ações de controle e possivelmente evitar essa e outras enfermidades relacionadas à Hipertensão arterial sistêmica no futuro.
Resumo inglês:AIM: To define the prevalence of high blood pressure in students from public schools in the south zone of Rio de Janeiro and evaluate possible factors associated with blood pressure change. METHODS: This is an epidemiological study of case series conducted between May 2014 and February 2015, which aimed to evaluate individuals between 6- 19 years old selected by lottery. Data were collected through a questionnaire, measurements of weight, height, waist circumference and blood pressure were made in triplicate, and the lipid profile in these individuals was analyzed. High blood pressure defined as systolic and/or diastolic or above the 90th percentile according to the average of the measurements. RESULTS: The final sample consisted of 104 students (52.9% male) mean age of 11 years old. Blood pressure change was identified in 10.6% of students, overweight was present in 36.5% and 26.6% had high cholesterol. There was no statistically significant difference of high blood pressure according to gender, presence of excess weight, medical history and lipid profile. The prevalence of modified blood pressure was significantly higher among those with a positive second-degree family history of compared to those without history (p <0.05). CONCLUSIONS: The prevalence of high blood pressure in this series (10.6%) was consistent with other Brazilian studies. Early detection of blood pressure changes and associated factors may favor the adoption of policies, actions to control and possibly prevent this and other diseases related to hypertension in the future.