Produtividade da mão-de-obra e do capital investido na petrobrás : sua relação com o dimensionamento da força de trabalho

Esta obra pretende demonstrar como evoluem os índices de produtividade da mão-de-obra e do capital investido na PETROBRAS, investigando a relação mantida com o dimensionamento quantitativo e qualitativo da força de trabalho da estatal. índice de produtividade é o resultado da divisão das quantidades...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:1998
Main Author: Santos, Alvaro Mauricio Bertho dos
Orientador/a: Souza, Valéria de
Format: Dissertação
Language:por
Assuntos em Português:
Online Access:http://hdl.handle.net/10438/3364
Citação:SANTOS, Alvaro Mauricio Bertho dos. Produtividade da mão-de-obra e do capital investido na petrobrás : sua relação com o dimensionamento da força de trabalho. Dissertação (Mestrado em Administração) - Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas, Fundação Getúlio Vargas - FGV, Rio de Janeiro, 1998.
Resumo Português:Esta obra pretende demonstrar como evoluem os índices de produtividade da mão-de-obra e do capital investido na PETROBRAS, investigando a relação mantida com o dimensionamento quantitativo e qualitativo da força de trabalho da estatal. índice de produtividade é o resultado da divisão das quantidades produzidas por um trabalho pelos insumos utilizados na consecução desse trabalho, em relação a um determinado período de tempo. A produtividade expressa, portanto, a razão output / input. O aumento da produtividade pode ser causado pela substituição da mão-de-obra por tecnologia aplicada via capital investido, afetando por conseguinte o dimensionamento da força de trabalho. No caso da Petróleo Brasileiro S.A. - PETROBRAS, o autor identificou cinco períodos evolutivos correlatos às curvas de produtividade da estatal: de 1958 a 1964, de 1964 a 1973, de 1973 a 1979, de 1979 a 1991, e após 1991. De 1980 a 1995, a área de Exploração & Produção da companhia triplicou suas produtividades relativas - tanto da mão-de-obra quando do capital investido-, o mesmo não acontecendo nem com a área de Refinação nem com a PETROBRAS holding, que não viram crescer substancialmente suas produtividades relativas da mão-de-obra entre 1980 e 1995, enquanto caíam suas produtividades relativas do capital investido. Quanto às possibilidades futuras de dimensionamento quantitativo e qualitativo do contingente de pessoal, entrevistas realizadas com doze gerentes da empresa revelaram a tendência que aponta para a redução do número de empregados e mudança de seus perfis profissionais, e para a instituição de políticas de concentração e manutenção de pessoal qualificado por treinamento nas atividades-fim da companhia.
This dissertation aims to demonstrate how the PETROBRAS' productivity indices have evaluated since 1958 and their relationship with the invested capital and with the size and skills of the company labor force. The productivity index is the result of the process of dividing some produced amount by the resources used to produce such work during a certain period of time. The productivity represents the output / input ratio. The enhancement of productivity can be caused by the substitution of workforce by the purchase of technology - 'man versus machine'. In the case of PETROBRAS, the Brazilian state-owned oil company, the author has identified five periods which evolved due to productivity changes: from 1958 to 1964, from 1964 to 1973, from 1973 to 1979, from 1979 to 1991, and after 1991. Between 1980 and 1995 the company's area of Exploration & Production tripled in both the relative productivity of its labor force and the relative productivity of invested capital. The same did not occur in neither the oil Refinement area nor with PETROBRAS holding: both relative labor force productivities showed a slight increase from 1980 to 1995, while the relative invested capital productivities diminished. The author also interviewed twelve departmental managers revealing new tendencies of workforce policies leaning towards the employment of less people, who will participate with newly trained skills in the core activities of the company.