Gestão estratégica: análise da adesão dos servidores ao modelo implantado na Secretaria de Estado de Fazenda de Minas Gerais

Nos últimos anos, a administração pública moderniza-se, alicerçando-se em uma gestão pautada na busca da excelência, sempre visando à melhoria de seus resultados e dos serviços oferecidos à sociedade. Seguindo esse movimento, a Secretaria de Estado de Fazenda de Minas Gerais (SEF) busca imprimir mai...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2012
Main Author: Campos, Aline Chevrand
Orientador/a: Ferreira, Frederico Poley Martins lattes
Banca: Dufloth, Simone Cristina lattes, Jamil, George Leal lattes
Format: Dissertação
Language:por
Published: Fundação João Pinheiro
Programa: Curso de Mestrado em Administração Pública
Department: Administração Pública
Assuntos em Português:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://tede.fjp.mg.gov.br/handle/tede/216
Citação:CAMPOS, Aline Chevrand. Gestão estratégica: análise da adesão dos servidores ao modelo implantado na Secretaria de Estado de Fazenda de Minas Gerais. 2012. 123 f. Dissertação (Mestrado em Administração Pública) - Fundação João Pinheiro, Belo Horizonte, 2012.
Resumo Português:Nos últimos anos, a administração pública moderniza-se, alicerçando-se em uma gestão pautada na busca da excelência, sempre visando à melhoria de seus resultados e dos serviços oferecidos à sociedade. Seguindo esse movimento, a Secretaria de Estado de Fazenda de Minas Gerais (SEF) busca imprimir mais eficiência a seus processos de trabalho e mais legitimidade a seu processo decisório, com foco na concentração de esforços para o alcance de seus objetivos. Para tanto, implantou um modelo de gestão estratégica que se configura como um sistema de gestão, composto por uma sistemática de análise do desempenho estratégico, um sistema informatizado, um portal com informações sobre sua gestão e um conjunto de ações de comunicação, com o intuito de obter a adesão de seus servidores à estratégia organizacional. O presente trabalho de dissertação analisa tal adesão, com base em dados de pesquisa aplicada pela SEF, nos anos de 2009 e 2010, e nas ações de comunicação desenvolvidas durante o período de construção e de implantação de sua gestão estratégica. Observou-se que aspectos como a compreensão, motivação e capacidade de falar sobre a estratégia foram mais positivos, em 2010, do que em 2009, o que leva à conclusão de que os servidores estão mais alinhados com a estratégia, atribuindo-se esse fato ao trabalho de comunicação realizado e ao próprio exercício da gestão estratégica, por meio de reuniões sistemáticas, com o envolvimento dos níveis operacional, tático e estratégico da organização.