Divulgação científica da neurociência: uma possibilidade de contribuir para a autopercepção na infância

A neurociência, ao propiciar um melhor entendimento do funcionamento do cérebro, tem sido objeto de interesse não só do meio acadêmico, sendo perceptível que questões e curiosidades acerca desse tema costumam ser muito comuns entre a população em geral. Esses assuntos, facilmente aproximados do coti...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2014
Main Author: Nunes, Melissa Orlandin
Orientador/a: Carvalho, Fernanda Antoniolo Hammes de
Format: Dissertação
Language:por
Assuntos em Português:
Online Access:http://repositorio.furg.br/handle/1/5010
Citação:NUNES, Melissa Orlandin. Divulgação científica da neurociência: uma possibilidade de contribuir para a autopercepção da infância. 102 f. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde) – Instituto de Educação, Universidade Federal do Rio Grande, 2014.
Resumo Português:A neurociência, ao propiciar um melhor entendimento do funcionamento do cérebro, tem sido objeto de interesse não só do meio acadêmico, sendo perceptível que questões e curiosidades acerca desse tema costumam ser muito comuns entre a população em geral. Esses assuntos, facilmente aproximados do cotidiano das pessoas, também geram dúvidas nas crianças. Considerando que atualmente a neurociência tem sido altamente divulgada pela mídia, a presente dissertação teve como objetivo investigar, através de pesquisa bibliográfica, revistas e livros voltados ao público infantil e infantojuvenil que trouxessem conteúdo na área da neurociência, em especial relacionado a questões educacionais. A pesquisa envolveu análise qualitativa e quantitativa das revistas “Ciência Hoje das Crianças” e “Mundo Estranho” e dos livros “Pisando no freio”, “Jogos e treinamentos de inteligência: como ter a mente de um gênio” e a coleção “Aventuras de um neurônio lembrador”. Em relação às revistas, foram consideradas as edições referentes ao período de janeiro de 2010 a dezembro de 2013. Quanto aos livros, consideramos publicações a partir de 2004. Ao fim do estudo, concluímos que a abordagem dessa temática ocorre, mas com limitações. Nos livros, de origem nacional e internacional, escolhidos por estarem disponíveis no mercado brasileiro, caracterizamos os textos apresentados, sendo observados pontos principais como: conteúdos, recursos visuais, linguagem e existência ou não de histórias e personagens. Consideramos que as publicações, além de ter autores que são autoridades científicas, são apoiadas em estudos no campo da neurociência, o que, somado a bons projetos gráficos e a exploração do conteúdo vinculado ao cotidiano do leitor, se revelam como meios eficazes de divulgação científica. Por fim, concluímos que os artefatos analisados estão dando conta de uma divulgação eficiente dos conhecimentos neurocientíficos, abordando diversos assuntos, como comportamento, emoções, sentidos e memória. Porém, acreditamos que a exploração de questões educacionais atreladas à neurociência poderia ser inserida em uma intensidade maior
Neuroscience, by providing a better understanding of brain function has been an object of interest not only in the academic field, being noticeable that questions and curiosities about this issue tend to be very common among the general population. These issues, easily approximated to the daily lives of people, also raise doubts in children. Considering that neuroscience has currently been highly publicized by the media, this dissertation’s purpose was to investigate, through literature, magazines and books for children that brought content in neuroscience, particularly related to educational issues. The research involved qualitative and quantitative analysis of the journals “Ciência Hoje das Crianças” and “Mundo Estranho” and the books “Pisando no freio”, “Jogos e treinamentos de inteligência: como ter a mente de um gênio” and the collection “Aventuras de um neurônio lembrador”. Regarding the journals, we considered the editions relating to the period of January 2010 to December 2013. As for the books, were considered editions printed from 2004 to 2013. At the end of the study, we concluded that this thematic is indeed discussed, but with limitations. In the books, from national and international origin, chosen because they were available in the Brazilian market, we characterized the texts, with main points being observed such as: content, visual resources, language and whether or not they presented stories and characters. We considered that the publications, in addition to having authors who are scientific authorities, are supported by studies in the neuroscience field, which, added to good graphic designs and the exploration of content linked to the to the life of the reader, reveal themselves as effective scientific media. Finally, we concluded that the artifacts analyzed are doing an efficient dissemination of neuroscientific knowledge, addressing various issues such as behavior, emotions, senses and memory. However, we believe that the exploration of educational issues linked to neuroscience could be presented more often