Decomposição da liteira em igarapé sob floresta e área alterada na Amazônia Central – Brasil.

Allochthonous organic matter is the main source of energy for forest streams and leaf litter is the major component of the organic matter inputs to lotic systems. Taking this principle into account, the objective of the present work were: (1) to evaluate the decomposition rates of submersed foliar l...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2007
Main Author: Paula, Joana D’Arc de lattes
Orientador/a: Luizão, Flávio Jesus
Format: Dissertação
Language:por
Published: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Programa: Biologia (Ecologia)
Department: Coordenação de Pós Graduação (COPG)
Assuntos em Portugês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://localhost:8080/tede/handle/tede/1904
Citação:PAULA, Joana D’Arc de. Decomposição da liteira em igarapé sob floresta e área alterada na Amazônia Central – Brasil. Manaus: [s.n.], 2007. xiii, 78 f.. Dissertação (Biologia (Ecologia)) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia.
Resumo Português:A matéria orgânica de origem alóctone é a principal fonte de energia de rios e igarapés em ecossistemas florestados, sendo a liteira foliar a principal fração da matéria orgânica que entra nos ecossistemas lóticos. Partindo desse princípio, os objetivos do presente trabalho foram: (1) avaliar os coeficientes de decomposição da liteira foliar submersa em dois igarapés na Amazônia Central, sob diferentes condições (natural e alterado), acompanhando as mudanças nas concentrações de carbono e nutrientes da liteira, ao longo da decomposição; e (2) avaliar a dinâmica da decomposição e da colonização da liteira, por invertebrados aquáticos, em três trechos, a diferentes distâncias de uma área de pastagem, verificando se há diferenças entre essas comunidades. As espécies de liteira utilizadas foram Siparuna bifida, Guatteriopsis sessiliflora, Henriettea cf. spruceana e Licania cf. laevigata, onde um tratamento foi a mistura dessas quatro espécies, e os outros quatro foram as espécies individuais. Foram realizados dois experimentos utilizando sacos de malha, onde foram colocados aproximadamente 3 g de liteira em cada saco. O primeiro experimento utilizou 440 sacos de malha e ocorreu de abril a dezembro de 2006 e o segundo experimento utilizou 420 sacos de malha e foi realizado de abril a agosto de 2006. Todas as espécies apresentaram um tempo de decomposição curto e o peso seco remanescente da liteira foi diferente entre espécies (individuais e misturadas) e igarapés ao longo do experimento. As espécies apresentaram diferenças na resistência física inicial e isto refletiu-se nas taxas de perda de peso. Por sua vez, as taxas de liberação de nutrientes foram positivamente correlacionadas com as taxas de perda de peso seco da liteira. A densidade e a riqueza de invertebrados aquáticos também variaram entre espécies e locais durante o experimento. Os invertebrados do grupo coletores-catadores variaram entre os trechos do igarapé e entre espécies de liteira, tanto em densidade quanto em riqueza, enquanto que a riqueza de predadores variou entre as espécies de liteira. Conclui-se que as características físicas e químicas de cada espécie de liteira e a distância em relação à pastagem são capazes de determinar como e quanto dos nutrientes será liberado para o igarapé. Os invertebrados utilizam a liteira não só como recurso alimentar, mas também como abrigo. Portanto, a liteira tem um papel importante na manutenção da fauna de invertebrados dos igarapés de cabeceira e a transformação da vegetação ripária em pastagem alteraria a diversidade dessa fauna, restringindo sua comunidade a organismos mais resistentes.
Resumo inglês:Allochthonous organic matter is the main source of energy for forest streams and leaf litter is the major component of the organic matter inputs to lotic systems. Taking this principle into account, the objective of the present work were: (1) to evaluate the decomposition rates of submersed foliar litter in two forest streams in central Amazonia, under different conditions (natural and managed), accompanying the carbon and nutrient concentrations in the litter, throughout the decomposition; and, (2) to evaluate the decomposition dynamics and the litter colonization by aquatic invertebrates in litter samples placed in the stream at three different distances from the pasture area, determining eventual differences between the invertebrate communities. Leaf litter species used in the experiments were: Siparuna bifida, Guatteriopsis sessiliflora, Henriettea cf. spruceana and Licania cf. laevigata. One treatment was the mixture of the four species, while other four treatments were the individual species placed within the litter bags. Two experiments were carried out using litter bags containing approximately 3 g each. The first experiment used 440 litter bags, which were placed in the at field from April to December, 2006 while the second experiment used 420 litter bags, from April to August, 2006. All litter species presented fast decomposition and the remaining dry weight in litter bags was different between leaf species (individual and mixed) and between the two forest streams. Species presented differences in the initial physical resistance, which were reflected in the weight losses at the end of the experiment. Nutrient release rates were positively correlated with the rates of dry weight losses. The density and richness of aquatic invertebrates found in litter bags also varied between species and distances from the pasture. Invertebrates belonging to the collector-gatherers group varied between distances from pasture and between leaf litter species both in density and in richness while the richness of predators varied only between litter species. Thus, the physical and chemical characteristics of each litter species, together with its distance to the pasture are determining rates and amounts of nutrient release to the forest stream. The invertebrates not only use the litter as a food and energy resource, but also as microhabitats. Then, litter plays an important role in the maintenance of the fauna of headwater forest streams, and the conversion of riparian vegetation into pastures would decrease the diversity of aquatic litter invertebrates, reducing the communities to the most resistant organisms.