RESILIÊNCIA: UM ESTUDO PARA A CAPTAÇÃO DA DIMENSÃO MAIS DINÂMICA E SUBJETIVA DOS FATORES DE PROTEÇÃO

Studying resilience is to ask whether the individual is able to handle adversity, overcome it and still become a better individual, the answer should be yes. But the answer in this context is subjective, because the answer will be based on the perception of the subject based on a response in terms o...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2010
Main Author: Torres, Luis Fernando lattes
Orientador/a: Martins, Maria do Carmo Fernandes lattes
Banca: Marras, Jean Pierre lattes, Freire, Ana Sueli Aparecida
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Metodista de São Paulo
Programa: PÓS GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO
Department: Gestão de organizações
Assuntos em Portugês:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://tede.metodista.br/jspui/handle/tede/166
Citação:TORRES, Luis Fernando. RESILIÊNCIA: UM ESTUDO PARA A CAPTAÇÃO DA DIMENSÃO MAIS DINÂMICA E SUBJETIVA DOS FATORES DE PROTEÇÃO. 2010. 86 f. Dissertação (Mestrado em Gestão de organizações) - Universidade Metodista de São Paulo, São Bernardo do Campo, 2010.
Resumo Português:Estudar resiliência é perguntar se o individuo é capaz de lidar com adversidades, superá-las e ainda se tornar melhor; a resposta é sempre sim. Mas, este contexto é subjetivo, pois a resposta será baseada na percepção do sujeito baseado numa resposta em termos de o que é certo responder frente a uma pergunta como esta. Isto posto, buscou-se pesquisar um grupo de profissionais que se encontravam num universo de mudanças e como estes significavam esta mudança; se como positiva, como isso era percebido, se como negativa como este fenômeno poderia ser nomeado. Foram realizadas entrevistas semi estruturadas objetivando aproximação do fenômeno resiliência, já que o objetivo da pesquisa foi explorar o fenômeno, dado que poucos estudos foram feitos no campo da resiliência com foco na psicologia positiva. É neste cenário que este trabalho insere-se. Investigar como adultos saudáveis reagem ao fenômeno resiliência, se os constructos denominados fatores de proteção e fatores de risco podem ser relacionados à resiliência e, se sim, como estes sujeitos irão responder a estes fatores. Este estudo fundamentou-se em teorias sobre resiliência e adversidades nos campos da Psicologia, da Administração e da Sociologia. Com a análise dos relatos e à luz dos achados da área, buscou-se discutir as possíveis relações entre resiliência e fatores protetores no contexto do trabalho em pessoas saudáveis física e socialmente. Apontam-se críticas ao estudo e possíveis contribuições dos achados para a administração. Por fim, vislumbram-se possibilidades deste estudo desdobrar-se em outros cenários organizacionais buscando aprofundar outros campos da organização sempre focado na resiliência e psicologia positiva por meio de uma analise subjetiva.
Resumo inglês:Studying resilience is to ask whether the individual is able to handle adversity, overcome it and still become a better individual, the answer should be yes. But the answer in this context is subjective, because the answer will be based on the perception of the subject based on a response in terms of what is sure to respond before a question like this. That said, this study sought to find a group of professionals who were ahs been facing organizational changes and how they should signified this change, if it was perceived as positive or negative how could this phenomenon be appointed. Semi-structured interviews were conducted with the goal to better approach of resilience phenomenon, since the objective of the research was exploratory, and also few studies have been done in the field of resilience with a focus on positive psychology and, against this background this paper seeks its insertion. To investigate how healthy adults respond to the phenomenon resilience if constructs called protective factors and risk factors may be related to resilience and, if so, how these individuals will respond to these factors. This study was based on theories of resilience and adversity in the fields of Psychology, Administration and Sociology. With the analysis of reports and in light of the findings in the area, aimed to discuss the possible relationship between resilience and protective factors in work in healthy both physically and socially. It rises critical to the study and possible contributions of the findings to management. Finally, envision the possibility of this study was to unfold in the organizational settings, seeking to extend this study to worsen in other fields of organization with a focus on resilience and positive psychology through a subjective analysis.