TRANSFORMAÇÕES NO MUNDO DO TRABALHO NA REGIÃO DO GRANDE ABC: UMA ANÁLISE COMPREENSIVA A PARTIR DO FILME PEÕES

With the advent of the industrial revolution, capitalism has taken an astonishing way never seen before in other places in the world of work, to feed a fast-paced production, consumption and accumulation. This new era based on mechanization and a new division of labor imposed on the worker by the pr...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2010
Main Author: Estanislau, Cristiano
Orientador/a: Castro, Dagmar Silva Pinto de lattes
Banca: Alves, Luiz Roberto lattes, Marras, Jean Pierre lattes
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Metodista de São Paulo
Programa: PÓS GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO
Department: Gestão de organizações
Assuntos em Portugês:
Assuntos em Inglês:
Art
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://tede.metodista.br/jspui/handle/tede/169
Citação:ESTANISLAU, Cristiano. TRANSFORMAÇÕES NO MUNDO DO TRABALHO NA REGIÃO DO GRANDE ABC: UMA ANÁLISE COMPREENSIVA A PARTIR DO FILME PEÕES. 2010. 209 f. Dissertação (Mestrado em Gestão de organizações) - Universidade Metodista de São Paulo, São Bernardo do Campo, 2010.
Resumo Português:Com o advento da revolução industrial o capitalismo assumiu uma forma assombrosa jamais vista anteriormente em outras passagens do mundo do trabalho, ao se alimentar de um ritmo acelerado de produção, consumo e acumulação. Esta nova era baseada na mecanização e numa nova divisão do trabalho impôs ao trabalhador o principio da fragmentação, que seguindo o modelo do cronômetro da gerência científica e a linha de produção do açougue dividiu a força de trabalho do empregado e multiplicou a acumulação do empregador. Na década de 1970 o capitalismo sofreu uma crise estrutural que viria a transformar o mundo do trabalho novamente. Esta nova transformação do capital fundamentado na globalização e nos conceitos neoliberais visando ainda mais a lucratividade em cima da força de trabalho atingiu a objetividade e a subjetividade da classe-que-vive-do-trabalho ao (des)re regulamentar seus direitos e conquistas. No mundo do trabalho brasileiro as transformações do capital mundial tiveram seu impacto nos anos 1990 abalando regiões produtivas inteiras como a do Grande ABC, com o desemprego estrutural e com a reestruturação produtiva. Em 2002 o diretor de cinema Eduardo Coutinho filmou um documentário Peões com 21 operários que narram suas origens, suas participações no movimento nas décadas de 1970-1980-1990 e os desfechos de suas vidas fazendo uma construção de si pela fala. Desta forma, Peões será para esta dissertação o corpus de análise para uma aproximação entre ciência e arte, onde será utilizado o método fenomenológico para a análise das narrativas que se apresentam para compreensão da divisão do trabalho capitalista que vem transformando o mundo do trabalho e atingindo perversamente a classe-que-vive-do-trabalho ao fragmentar sua subjetividade que se explicita objetivamente na fragmentação da relação intersubjetiva com o outro, os objetos e o mundo. Por meio da aplicação do método para a compreensão das narrativas pode se chegar à seguinte síntese: os homens e mulheres, de Peões, viveram e vivem ainda hoje intensamente entre a linha tênue da resistência e da submissão, da desalienação e alienação, do despontar e do anonimato na esfera pública evidenciando a importância ainda em nossos dias do alargamento do pensamento dialético entre a lógica da acumulação capitalista versus a lógica da sobrevivência humana.
Resumo inglês:With the advent of the industrial revolution, capitalism has taken an astonishing way never seen before in other places in the world of work, to feed a fast-paced production, consumption and accumulation. This new era based on mechanization and a new division of labor imposed on the worker by the principle of fragmentation that following the chronometer model of scientific management and the production line of "butcher shop", that shared the work force and employee multiplied the accumulation of employer. However, in the 1970s capitalism has undergone a structural crisis that would transform the world of work again. This new transformation of capital based on the globalization and neo liberal concepts in order to further profitability over the labor force reached the objectivity and subjectivity of class that makes a living from working the (un) re-regulate their rights and conquests. In the world of Brazilian work changes of the world capital had their impact in the 1990s shaking entire production regions as do of Grande ABC, with structural unemployment and the restructuring process. In 2002 the filmmaker Eduardo Coutinho filmed a documentary - Peões - with 21 workers who recount their origins, their participation in the movement in the decades of 1970-1980-1990 and the outcomes of their lives making a building of itself by speaks. Thus, Peões will is for this dissertation the great link that will analysis corpus.that allow an approach between science and art. The phenomenological method will be used to analyze the present narratives for the understanding of the division of the capitalist work. This one is transforming the world of the work and it s perversely reaching the work-live-class when breaking up its subjectivity, that is explicit objectively in the fragmentation of the intersubjective relation with the others, the objects and the world. By means of the application of this method for the understanding of these narratives it was possible to reach at the following synthesis: the men and women, of Peões, had lived and still live nowadays intensely between the tenuous line of the resistance and of the submission, of the aware and alienation, blunting and the anonymity in the public sphere. It shows the importance, still in our days, of the widening of the dialectical thinking between the logic of the capitalist accumulation versus the logic of the human being survival.