Estudo multicaso da viabilidade econômica da água de reúso no segmento comercial, têxtil e químico na região metropolitana de São Paulo

Overall, the amount of water available on earth is superior to the human need. Previously, water was characterized as an inexhaustible good with great abundance. Over the years, the studies and the awareness of the water, as a limited and finite resource, built up the recognition of its importance....

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2014
Main Author: Neves, Silvia Soares lattes
Orientador/a: Côrtes, Pedro Luiz
Banca: Alves Filho, Ailton Pinto lattes, Ruiz, Mauro
Format: Dissertação
Language:por
Published: Universidade Nove de Julho
Programa: Programa de Mestrado Profissional em Administração - Gestão Ambiental e Sustentabilidade
Department: Administração
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://localhost:8080/tede/handle/tede/15
Citação:NEVES, Silvia Soares. Estudo multicaso da viabilidade econômica da água de reúso no segmento comercial, têxtil e químico na região metropolitana de São Paulo. 2014. 119 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Nove de Julho, São Paulo, 2014.
Resumo Português:Em termos globais, a quantidade de água disponível no planeta é superior à necessidade humana. Anteriormente, a água era caracterizada como bem inesgotável e de grande abundância. Com o passar dos anos, os estudos ao redor desta temática e a conscientização da água como recurso limitado e finito fez com que se instituísse o reconhecimento de sua importância. Na Região Metropolitana de São Paulo (RMSP), segundo o Indicador de Falkenmark, utilizado pela Organização das Nações Unidas para mensurar o estresse hídrico, esta metrópole está classificada como um local com escassez absoluta de água . O risco de escassez fez com que se buscassem alternativas para adaptação das atividades humanas aos limites do recurso disposto na natureza. Uma das formas encontradas foi a reutilização da água. O presente estudo visa analisar a viabilidade econômica da água de reúso pública frente a diferentes alternativas na RMSP em três empresas de diferentes setores. Uma das importantes informações ausentes nesta questão remete ao problema de pesquisa deste trabalho e para respondê-las realizou-se uma pesquisa organizada com enfoque teórico-bibliográfico dirigido aos temas de interesse. Optou-se, também, pelo método qualitativo, a qual consistiu em uma análise documental das empresas inseridas no contexto da pesquisa. O estudo revelou que a utilização de água de reúso pública é economicamente viável no setor comercial, o qual utiliza água potável em suas operações. Para os setores químico e têxtil, apesar de apresentar o menor custo em sua operação, o Payback em conjunto com o VPL e TIR mostrou-se inviável como investimento. Observou-se, também, a necessidade de uma política de incentivo ao reúso público envolvendo uma parceria entre o setor público e o privado para mitigar o estresse hídrico na RMSP. Espera-se que os resultados deste estudo possam ser relevantes aos setores públicos e privados devido à necessidade de se ter uma visão ampliada na gestão de recursos hídricos de modo a subsidiar políticas públicas não para a obrigatoriedade, mas para o incentivo à utilização da água de reúso.
Resumo inglês:Overall, the amount of water available on earth is superior to the human need. Previously, water was characterized as an inexhaustible good with great abundance. Over the years, the studies and the awareness of the water, as a limited and finite resource, built up the recognition of its importance. In the Metropolitan Region of São Paulo (RMSP), according to the Falkenmark indicator, used by the United Nations to measure water stress, this metropolitan area is classified as a place with "absolute water scarcity". The risk of scarcity generated a search for alternatives to adapt human activities to the limits of the water resources available in nature. One way that has been found is to reuse water. This study aims to compare the economic feasibility of using the publicly supplied reuse water against different alternatives available in the RMSP. Three companies in different industrial fields were surveyed. One of the important missing information about this issue is related to the research question of the present study and to answer it, a survey was held based on a theoretical approach driven by the literature and directed to the topics of interest. The qualitative method was chosen, which comprised a desk review of the companies included in the research context. The study revealed that the use of publicly supplied reuse water is economically viable in the commercial sector, which uses potable water in their operations. For the chemical and textile industries, despite having the lowest cost in its operation, together with the Payback NPV and IRR, the reuse proved to be unviable as an investment. It was also observed the lack of a public policy to encourage the reuse, involving a partnership between the public and private sectors to mitigate the water stress in the RMSP. It is expected that the results of this study can be relevant to both the public and private sectors, due to the need of having an enhanced management of water resources to support public policies not as a mandatory rule, but to encourage the water reuse as a feasible alternative to potable water.