Avaliação sensório-motora e eletromiográfica em lesados medulares após terapia com fotobiomodulação – ensaio clínico, controlado e cego

Background: Spinal injury is a devastating condition with physical, emotional, psychological, social and financial repercussions for affected individuals and their families. This type of injury impedes the performance of functional activities due to the partial or complete interruption of ascending...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2017
Main Author: Silva, Fernanda Cordeiro da lattes
Orientador/a: Bussadori, Sandra Kalil
Banca: Bussadori, Sandra Kalil, Silva, Daniela de Fátima Teixeira da, Santos, Elaine Marcilio
Format: Tese
Language:por
Published: Universidade Nove de Julho
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação
Department: Saúde
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://bibliotecatede.uninove.br/handle/tede/1885
Citação:Silva, Fernanda Cordeiro da. Avaliação sensório-motora e eletromiográfica em lesados medulares após terapia com fotobiomodulação – ensaio clínico, controlado e cego. 2017. 133 f. Tese( Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação) - Universidade Nove de Julho, São Paulo.
Resumo Português:Introdução: A lesão medular é uma condição devastadora com repercussões físicas, emocionais, psicológicas, sociais e financeiras para os indivíduos afetados e suas famílias. Este tipo de lesão impede o desempenho de atividades funcionais devido à interrupção parcial ou total das vias motoras sensoriais e descendentes e ascendentes. A fotobiomodulação é um tratamento não invasivo amplamente utilizado em neurotrauma e doenças neurodegenerativas. No presente estudo, a fotobiomodulação foi administrada na medula espinhal lesada com objetivo de investigar as respostas sensório-motoras e as percepções dos pacientes após o tratamento. Métodos: Os 25 voluntários foram alocados aleatoriamente no grupo controle-placebo mais fisioterapia ou grupo fotobiomodulação mais fisioterapia. A fotobiomodulação foi realizada três vezes por semana com um total de 12 sessões. Foi utilizado o comprimento de onda de 810 nm, 5 pontos sendo 25 J por ponto, exatamente sobre a região da medula onde foi lesada, potencia radiante 120 mW, 208 segundos por ponto, exposição radiante 983 J/cm². Todos os indivíduos foram avaliados utilizando a escala ASIA, a entrevista de percepção sensorial e eletromiografia para avaliar a resposta motora antes, imediatamente após e 30 dias após a fotobiomodulação. O grupo controle-placebo foi submetido à fotobiomodulação simulada, ou seja, sem emissão da radiação. Os dados foram analisados estatisticamente, com um α <0,05 considerado indicativo de significância estatística. Resultados: Foram relatados 13 tipos de alterações sensório-motoras, com uma diferença significativa entre os grupos em relação aos esboços de contrações. Na análise intragrupo, no grupo fotobiomodulação, foram encontradas diferenças estatisticamente significantes entre as avaliações sensoriais pré-intervenção e pós imediata, bem como, entre avaliações sensoriais após intervenção imediata e 30 dias após a fotobiomodulação. Não foram encontradas diferenças significativas no grupo controle em quaisquer uns dos tempos avaliados. Na análise intragrupo, no grupo fotobiomodulação, os valores de freqüência mediana do bíceps braquial e do quadríceps femoral foram maiores em repouso e durante a contração isotônica 30 dias após a fotobiomodulação. Conclusão: No presente estudo, a fototerapia foi efetiva na promoção de uma resposta motora e sensorial em indivíduos com lesões da medula espinhal, sendo assim, os resultados sugerem que a fotobiomodulação pode ser uma abordagem promissora para o tratamento de alterações sensório-motoras em pacientes com lesões da medula espinhal.
Resumo inglês:Background: Spinal injury is a devastating condition with physical, emotional, psychological, social and financial repercussions for affected individuals and their families. This type of injury impedes the performance of functional activities due to the partial or complete interruption of ascending sensory and descending motor pathways. Photobiomodulation is a noninvasive treatment that has been widely used in neurotrauma and neurodegenerative diseases. In the present study, low-level laser therapy was administered in cases of spinal cord injury to investigate the sensory responses and perceptions of patients. The aim of the present study was to investigate the sensory and motor response and perception of the patients with spinal cord injuries submitted to photobiomodulation therapy. Methods/Design: The 25 volunteers were randomly allocated in the control group-placebo more physical therapy or group photobiomodulation more physical therapy. Photobiomodulation was performed three times per week for a total of 12 sessions. A wavelength of 810 nm was used, 5 points being 25 J per point, exactly on the region of the cord where it was injured, radiant power, 120 mW, 208 seconds per point and Radiant Exposure 983 J/cm2. All individuals were evaluated using the ASIA scale, a sensory perception questionnaire and electromyography to assess the motor response before, immediately after and 30 days after photobiomodulation. The control group-placebo was subjected to photobiomodulation simulated, that is, without emission of radiation. The data were analyzed statistically, with α < 0.05 considered indicative of statistical significance. Results: Thirteen types of sensorimotor changes were reported, with a significant difference between groups in relation to "trait contractions." In the intragroup analysis of the photobiomodulation group, statistically significant differences were found between the pre-intervention and immediate post-sensory sensory evaluations, as well as between sensory evaluations after immediate intervention and 30 days after photobiomodulation. No significant differences were found in the control group between any of the evaluation times. In the intra-group analysis of the laser group, median frequency values of the brachial biceps and femoral quadriceps muscles were higher at rest and during isotonic contraction 30 days after photobiomodulation. Conclusion: In the present study, phototherapy was effective in promoting a motor and sensory response in individuals with spinal cord injuries, so the results suggest that photobiomodulation may be a promising approach for the treatment of sensorimotor changes in patients with lesions of the spinal cord.