POLÍTICAS SOCIAIS E TERCEIRA IDADE UMA CONQUISTA DE DIREITOS E CONSTRUÇÃO DA CIDADANIA NO MUNICÍPIO DE PATOS DE MINAS - MG GOIÂNIA

The presents papers, through the categories of hegemony and civil society, the paper of the Social Politics for the Aged one as promotional instance of new institutional spaces of participation in the public spheres and social places. In the cities where it has effective implementation of public pol...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2009
Main Author: Oliveira, Flavia Vinhal lattes
Orientador/a: Silva, Germano Campos lattes
Banca: Costa, Eliane Romeiro lattes, Viana, Maria José Faria lattes, Faria, Sandra de lattes
Format: Dissertação
Language:por
Published: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Programa: Serviço Social
Department: Ciências Humanas
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://localhost:8080/tede/handle/tede/2227
Citação:OLIVEIRA, Flavia Vinhal. POLÍTICAS SOCIAIS E TERCEIRA IDADE UMA CONQUISTA DE DIREITOS E CONSTRUÇÃO DA CIDADANIA NO MUNICÍPIO DE PATOS DE MINAS - MG GOIÂNIA. 2009. 108 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia, 2009.
Resumo Português:O presente trabalho discute, através das categorias cidadania, sociedade civil e direitos sociais, o papel das Políticas Sociais para o Idoso como instância promotora de novos espaços institucionais de participação nas esferas públicas e sociais locais. Nas cidades onde há efetiva implementação de políticas públicas para os idosos, a abertura de novos espaços de deliberação e de diálogo com a sociedade civil, com certeza pode-se verificar uma importante contribuição, tanto para uma maior transparência das ações dos governos e da sociedade civil locais no gerenciamento da coisa pública, quanto para a valorização da participação cidadã do idoso nos processos de tomada de decisão e fiscalização da aplicação de recursos para este setor social. Objetiva ainda, este trabalho analisar a as políticas sociais para a 3ª Idade no Município de Patos de Minas, bem como suas conquistas referentes à participação efetiva do idoso na sociedade, por meio dos objetivos específicos: a) identificar se os programas incluem o idoso numa gestão participativa; b) verificar se o programa subsidia a participação política dos idosos na luta pela consecução de direitos e a garantia dos direitos já conquistados; verificar se o programa está viabilizando a preservação da autonomia, a promoção da integração e do envelhecimento ativo e saudável. Os procedimentos técnicos utilizados foram pesquisas bibliográfica, documental e de campo. Para a pesquisa de campo, foram realizadas entrevistas semi-estruturadas com idosos e coordenadores inseridos no programa e o material coletado foi analisado numa abordagem qualitativa. Foi possível identificar alguns elementos que indicam que os programas executados na cidade têm de alguma forma, dado uma resposta relativamente positiva àquelas questões; há, porém algumas superações necessárias para viabilizar a conquista de participação, autonomia e integração. Nos programas visitados e analisados, os idosos não têm oportunidades freqüentes ou permanentes de se inserirem em atividades físicas, artísticas, lúdicas, educativas e de lazer, dentre outras. Todas essas atividades são de grande importância para experienciar o processo de envelhecimento de forma positiva; no entanto, não comparece um empenho acerca da conquista da participação do idoso, seja na gestão do programa, seja em espaços públicos de reivindicações. Não se verificou trabalho algum em uma perspectiva intergeracional, envolvendo a família e a comunidade. Todos os idosos afirmam ter o controle de suas próprias vidas e decisões, de onde se pode obter um indicador de que a autonomia está preservada/resgatada. Embora não haja registros da contribuição efetiva dos programas nesse sentido, é inegável que subsidia de alguma maneira essa atitude dos idosos frente as suas questões cotidianas. Em síntese, embora os programas Centro de Convivência da 3ªIdade e Núcleo de Atenção a Saúde possam contribuir para promover a participação efetiva do idoso na sociedade, esta se encontra incipiente, pois ainda não se percebe que haja uma contribuição efetiva para consolidar a participação política da pessoa idosa e ainda é insuficiente a articulação desses grupos na defesa de direitos e da ação política. Há limites e entraves estruturais para tal, advindas de uma sociedade que, além de marcada por uma desigualdade iníqua, apresenta uma incipiente cultura política - inexperiência e distanciamento do exercício de participação - resultado de décadas de práticas autoritárias.
Resumo inglês:The presents papers, through the categories of hegemony and civil society, the paper of the Social Politics for the Aged one as promotional instance of new institutional spaces of participation in the public spheres and social places. In the cities where it has effective implementation of public politics for the aged ones, the opening of new spaces of deliberation and dialogue with the civil society, with certainty can be verified an important contribution, as much for a bigger transparency of the actions of the local governments and the civil society in the management of the public thing, how much for the valuation of the participation citizen of aged in the processes of taking of decision and the fiscalization of the application of resources for this social sector. Objective still, this work to analyze to the social politics for 3ª age in the Patos de Minas - MG, as well as its referring conquests to the participation accomplishes of the aged one in the society, by means of the specific objectives: a) to identify if the programs they include the aged one in a participatory management; b) to verify if the program subsidizes the participation politics of aged in the fight for the achievement of rights and the guarantee of the conquered rights already; to verify if the program is making possible the preservation of the autonomy, the promotion of the integration and the active and healthful aging. The used procedures technician had been research bibliographical, documentary and of field. For the field research, interviews half-structuralized with aged had been carried through and inserted social assistants in the program and the collected material were analyzed in a qualitative boarding. It was possible to identify some elements that indicate that the programs executed in the city have of some form, given a relatively positive reply to those questions; it has, however some overcomings necessary to make possible the participation conquest, autonomy and integration. In the visited and analyzed programs, the aged ones do not have frequent or permanent chances of if inserting in physical, artistic, playful, educative activities and of leisure, amongst others. All these activities are of great importance to experienciar the process of aging of positive form; however, it does not appear a persistence concerning a conquest of the participation of the aged one, either in the management of the program, either in public spaces of claims. Work was not verified some in a intergeracional perspective, involving the family and the community. All the aged ones affirm to have the control of its proper lives and decisions, of where if it can get a pointer of that the autonomy is preserved/rescued. Although it does not have registers of the contribution accomplishes of the programs in this direction, it is undeniable that it subsidizes in some way this aged attitude them front its daily questions. In synthesis, even so the programs can contribute to promote the participation accomplish of the aged one in the society, this if it finds incipient, therefore not yet if it perceives that it has a contribution accomplishes to consolidate the participation politics of the elderly and still is insufficient the joint of these groups in the defense of rights and the action politics. It has structural limits and impediments for such, happened of a society that beyond marked for an iniquitous inequality, presents an incipient culture politics - inexperience and distance of the participation exercise - resulted of practical decades of authoritarian.