Constituintes químico de Cochlospermum regium (Martius e Schrank) Pilger (Bixaceae)

The medicinal plants have been a rich source for obtaining bioactive molecules, constituting one of the most successful strategies in the discovery of novel medicines. The specie Cochlospermum regium (Martius and Schrank) Pilger (Bixaceae), popularly known as algodãozinho-do-campo is a native plant,...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2009
Main Author: Antunes, Marlene Neves lattes
Orientador/a: Pérez, Caridad Noda lattes
Banca: Menezes, Antonio Carlos Severo lattes, Naves, Plínio Lázaro Faleiro lattes
Format: Dissertação
Language:por
Published: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Programa: Tecnologia Farmacêutica
Department: Ciências da Saúde
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://localhost:8080/tede/handle/tede/2123
Citação:ANTUNES, Marlene Neves. Constituintes químico de Cochlospermum regium (Martius e Schrank) Pilger (Bixaceae). 2009. 90 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, GOIANIA, 2009.
Resumo Português:As plantas medicinais têm sido uma rica fonte para obtenção de moléculas bioativas, constituindo-se numa das mais bem sucedidas estratégias na descoberta de novos medicamentos. A espécie Cochlospermum regium (Martius e Schrank) Pilger (Bixaceae), popularmente conhecida como algodãozinho-do-campo, é uma planta nativa, abundante no cerrado brasileiro. No Tocantins, levantamento etnobotânico e etnofarmacológico realizado demonstrou que esta planta é utilizada na medicina popular no tratamento de várias enfermidades. Entre as indicações terapêuticas mais freqüentes estão: inflamações ginecológicas e renais, prostatites, dores diversas, febre, gastrite e afecções de pele, entre outras. Assim, este trabalho teve como objetivo contribuir para o conhecimento dos constituintes químicos de C. regium. Para tanto, foram obtidos extratos macerando-se diretamente, de forma exaustiva, as raízes da espécie nos solventes hexano, diclorometano, acetato de etila e metanol, nesta seqüência crescente de polaridade, obtendo-se o seguinte rendimento da massa bruta macerada: 1,78%, 0,23%; 0,51% e 12,16%, respectivamente. A análise fitoquímica do extrato hexano (CrRH) permitiu o isolamento das substâncias identificadas inicialmente como SA (7,0mg), composto inédito, ainda em processo de caracterização e Substância SB (20,0 mg), identificada como excelsina, uma lignana reportada pela primeira vez nesta espécie. Da fração CrRH1 proveniente do fracionamento cromatográfico do extrato hexânico, isolou-se a substância SC (6,0 mg) identificada como esteróide, ainda em fase de elucidação estrutural. Do extrato diclorometânico (CrRD) foi isolada a substância SD (9,0 mg), identificada como ácido p-hidroxicinâmico estereato, cuja estrutura ainda não está totalmente definida. Dados obtidos até o momento apontam a existência uma mistura de ácidos p-hidroxicinâmicos, provavelmente variando o tamanho da cadeia lateral do éster. Do fracionamento do extrato acetato de etila obteve-se a substância SE (23mg) originada da fração CrRAc1 e identificada como naringenina, flavanona comum no gênero Cochlospermum, tendo sido isolada, também, na casca do caule desta espécie, não havendo, entretanto, relatos da presença desta flavonona em raiz de C. regium. E finalmente, a substância SF (15,0 mg) originada da fração CrRAc2, que também foi identificada como excelsina.
Resumo inglês:The medicinal plants have been a rich source for obtaining bioactive molecules, constituting one of the most successful strategies in the discovery of novel medicines. The specie Cochlospermum regium (Martius and Schrank) Pilger (Bixaceae), popularly known as algodãozinho-do-campo is a native plant, abundant in Brazilian Cerrado. After an ethnobotanical and ethnopharmacological research carried out at Tocantins State it was showed that this plant is used in folk medicine to treat several illnesses. Among the therapeutic indications the most frequents are: gynecological and renal inflammations, prostatitis, a few kinds of pains, fever, gastritis and skin affections, among others. This study aimed to contribute to the knowledge of the chemical constituents of C. regium. For this, extracts solutions were obtained by an exhausting way maceration of this plants roots in the solvents: hexane, dichloromethane, ethyl acetate and methanol, in this sequence increasing polarity, obtaining the following income rude mass macerated: 1,78%, 0,23%; 0,51% and 12,16%, respectively. The phytochemical investigation of the hexane extract (CrRH) allowed the isolation of substance initially identified as SA (7,0 mg), an unpublished chemical compound, still in characterization process and Substance SB (20,0 mg), identified as excelsina, a lignan reported for the first time in this specie. From the CrRH1 fraction originated by the fractionating chromatography column of the hexane extract was isolated the substance SC (6,0 mg) identified as a steroid, still in structural elucidation. From the dichloromethane extract (CrRD) the substance SD (9,0 mg) was isolated and identified as phidroxicinamic acid stereate, whose structures are not yet fully defined. Data obtained so far indicate the existence of a mixture of p-hidroxicinâmic acids, probably varying the size of the side chain ester. On the fractionation of ethyl acetate extract was obtained the substance SE (23mg) originated from the CrRAc1 fraction and identified as naringenin, a common flavanone in the genus Cochlospermum, have been also isolated in the stalk bark of this specie, not having, however, reports the presence of this flavanone in roots of C. regium. And finally, the SF substance (15,0 mg), originated of the CrRAc2 fraction, which was also identified as excelsina.