EDUCAÇÃO POPULAR E MOVIMENTO DE ADOLESCENTES E CRIANÇAS (MAC): PRINCÍPIOS, CONCEPÇÕES E PRÁTICAS EDUCATIVAS NAS VOZES DAS CRIANÇAS E ADULTOS.

This work, inscribed in the line of research on Education, Society and Culture, has, as its object of study, Popular Education with children and as its field of study, the experience of the Movement of Adolescents and Children groups (MAC).For this, part of it starts from the following researching p...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2016
Main Author: Almeida, Vilma Ribeiro de lattes
Orientador/a: Siqueira, Romilson Martins lattes
Banca: Araújo, Denise Silva lattes, Duarte, Aldimar Jacinto lattes
Format: Dissertação
Language:por
Published: Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Programa: Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Educação
Department: Escola de Formação de Professores e Humanidade::Curso de Pedagogia
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://localhost:8080/tede/handle/tede/3459
Citação:Almeida, Vilma Ribeiro de. EDUCAÇÃO POPULAR E MOVIMENTO DE ADOLESCENTES E CRIANÇAS (MAC): PRINCÍPIOS, CONCEPÇÕES E PRÁTICAS EDUCATIVAS NAS VOZES DAS CRIANÇAS E ADULTOS.. 2016. [233 f]. Dissertação( Programa de Pós-Graduação STRICTO SENSU em Educação) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, [Goiânia - GO] .
Resumo Português:O presente trabalho, inscrito na linha de pesquisa Educação, Sociedade e Cultura, tem como objeto de estudo a Educação Popular com crianças e como campo de estudo a experiência dos grupos do Movimento de Adolescentes e Crianças (MAC). Portanto procura elucidar o problema da pesquisa a partir da seguinte questão central: o que caracteriza o projeto do MAC na perspectiva sócio-político-educativa para a formação de crianças em contextos de Educação Popular? Desta forma, objetiva-se analisar as concepções, princípios e práticas da educação popular, vivenciadas por crianças e adultos a partir projeto sócio- político-educativo do MAC; e a investigar como tais valores contribuem para o reconhecimento da criança como sujeito de direitos no contexto da Educação Popular; apreender, nas falas de jovens egressos do Movimento de Adolescentes e Crianças (MAC), a presença/ausência das concepções, princípios e práticas do MAC. Para a compreensão desses pressupostos tomam-se como referências de estudos e pesquisas à luz da matriz teórica do Materialismo Histórico e Dialético uma vez que suas categorias centrais de análise permitem compreender a realidade e a práxis, em busca da transformação social, portanto, do devir histórico. Este trabalho ancorou-se em: Marx (2006); Brandão (2002a; 2006), Freire (2003; 2006; 2014), Arroyo (2012; 2004), Sarmento (2005; 2008); Siqueira (2011); Fernandes (2009); Ariès (1981), Kramer (1999; 2006); Gaitán; Liebel (2012); Espinar (2003); Cussianóvich; Marques (2002), dentre outros. Na pesquisa de campo, de acordo com os critérios preestabelecidos, buscou-se observar as reuniões de dois grupos do Movimento de Adolescentes e Crianças, ao final foram documentados oito encontros, por meio de registros fílmicos. Realizaram-se, também quatro entrevistas, sendo duas com acompanhantes dos grupos e duas com jovens egressos do MAC. Este trabalho esta dividido em três capítulos que tecem discussões de modo geral acerca da relação sujeito, educação e sociedade; princípios e concepções nas vozes dos sujeitos adultos (acompanhantes e jovens egressos) enfocando algumas temáticas como: Educação Popular, participação, dialogicidade, formação ético-crítica e formação política e ainda as compreensões a partir das vozes das crianças sobre: direito, cidadania, participação e protagonismo. Em relação aos resultados da pesquisa destaca-se que a voz da criança é uma voz polifônica e que a presença dos adultos nos grupos se dá de forma hierarquicamente superior. No entanto, percebe-se a importância política e pedagógica da Educação Popular com crianças e esta se faz mediada pela ação dialógica que em sua essência estimula a curiosidade, possibilita a construção de conhecimento, explicita sonhos, exige criticidade e requer compromisso. Ressalta-se ainda, a importância da ação educativa desenvolvida pelo MAC, mesmo que de forma incipiente, se apresenta como um espaço emancipatório de formação cidadã, numa perspectiva de autonomia da criança.
Resumo inglês:This work, inscribed in the line of research on Education, Society and Culture, has, as its object of study, Popular Education with children and as its field of study, the experience of the Movement of Adolescents and Children groups (MAC).For this, part of it starts from the following researching problem: what characterizes the MAC project in the socio-politicaleducational perspective for the development of children in contexts of Popular Education? Thus, the objective is to analyze the concepts, principles and practices of popular education, experienced by children and adults from the socio-political-educational project of MAC; to investigate how these values contribute to the recognition of the child as a subject of the rights in the context of popular education and to grasp the presence/absence of the concepts, principles and practices of MAC in the words of teenagers, egressed from the Movement of Adolescents and Children (MAC) To understand these assumptions, studies and researches are taken as references in the light of the theoretical framework of the Historical and Dialectical Materialism since their main categories of analysis allow us to understand the reality and the praxis in pursuit of social transformation, that is, of a historical becoming. This work was anchored in: Marx (2006); Brandão (2002a; 2006), Freire (2003; 2006; 2014), Arroyo (2012; 2004), Sarmento (2005; 2008); Siqueira (2011); Fernandes (2009); Ariès (1981), Kramer (1999; 2006); Gaitán; Liebel (2012); Espinar (2003); Cussianovich; Marques (2002), among others. In the field research, according to the established criteria, we tried to observe the meeting of two groups of the Movement of Adolescent and Children so that, at the end, eight meetings were documented through filmic records. There were also four interviews, two with the attendants and two with teenagers egressed from MAC. This work is divided into three chapters that comment on general discussions on the relationship among Subject, Education and Society; principles and concepts in the voices of adult subjects (attendants and young graduates) focusing on some themes such as Popular Education, participation, dialogical, ethical and critical training and political education and also the insights from the children's voices on law, citizenship, participation and leadership. Regarding the survey results, it is distinguished that the child's voice is a polyphonic one and that the presence of adults in groups gives a hierarchically superior form. However, we see the political and educational importance of Popular Education with children and this is done mediated by the dialogical action that in its essence stimulates curiosity, allows the construction of knowledge, explicits dreams, demands criticality and requires commitment. It is worth noting the importance of educational activities developed by MAC that, even if incipient, presents itself as an emancipatory space of civic education in the perspective of the child’s autonomy.