A cobertura das ações policiais na televisão: uma análise de relações de poder no programa Brasil Urgente

This dissertation aims to identify and analyze power relations passing through the coverage of police actions in the Brazilian television, more specifically on the Brasil Urgente program, aired by Bandeirantes TV Station since 2001. In order to do that, the theoretical contributions of Michel Foucau...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2011
Main Author: Barata, João Medeiros lattes
Orientador/a: Tótora, Silvana Maria Corrêa
Format: Dissertação
Language:por
Published: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais
Department: Ciências Sociais
Assuntos em Portugês:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:https://tede2.pucsp.br/handle/handle/3357
Resumo Português:Esta dissertação tem como objetivo identificar e analisar relações de poder que atravessam a cobertura das ações policiais na televisão brasileira, mais especificamente no programa Brasil Urgente, exibido pela Rede Bandeirantes de Televisão desde 2001. Para que isso fosse feito, foram utilizadas principalmente as contribuições teóricas de Michel Foucault acerca da construção de anormais, práticas de segurança e dispositivos e de Gilles Deleuze e Félix Guattari sobre os agenciamentos e as sociedades de controle. Para isso, foram coletadas trinta edições, apresentadas entre 10/05/2010 e 1º/07/2010, que tiveram suas reportagens analisadas para ilustrar como esse programa promove encontros com o poder, como são criados anormais, que práticas de segurança são propagadas por esse discurso, e, finalmente, como esse tipo de cobertura apresenta práticas das sociedades disciplinares e de controle
Resumo inglês:This dissertation aims to identify and analyze power relations passing through the coverage of police actions in the Brazilian television, more specifically on the Brasil Urgente program, aired by Bandeirantes TV Station since 2001. In order to do that, the theoretical contributions of Michel Foucault regarding the construction of abnormals, security practices, and dispositifs, as well as those by Gilles Deleuze and Félix Guattari related to the agencements and the societies of control were used. For doing this, thirty editions aired between 05/10/2010 and 07/01/2010 were collected and their reports were analyzed in order to portray how this program promotes meetings with power, how abnormals are created, which practices of security are disseminated through this discourse, and, finally, how this kind of coverage presents practices from the societies of discipline and control