"Nossos corpos também mudam": sexo, gênero e a invenção das categorias "travesti" e "transexual" no discurso científico

The goal of this work is to ponder the construction of the transvestite and transsexual categories in scientific discourse. Starting from the distinction between antiquity's hermaphrodite, more closely associated with magical and mythical notions, and modern medicine's pseudohermaphrodite,...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2008
Main Author: Junior, Jorge Leite lattes
Orientador/a: Mira, Maria Celeste
Format: Tese
Language:por
Published: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Programa: Ciências Sociais
Department: Ciências Sociais
Assuntos em Portugês:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://tede2.pucsp.br/handle/handle/2864
Citação:Junior, Jorge Leite. "Nossos corpos também mudam": sexo, gênero e a invenção das categorias "travesti" e "transexual" no discurso científico. 2008. 230 f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2008.
Resumo Português:O objetivo deste trabalho é fazer uma reflexão sobre a construção das categorias travesti e transexual no discurso científico. Partindo da diferenciação entre o hermafrodita da antiguidade, mais associado ao campo mágico e mítico, e o pseudo-hermafrodita da medicina moderna, vemos como este segundo foi interiorizado através do discurso das ciências da psique. Desta base conceitual, durante o século XX, desenvolvem-se lentamente as categorias de travesti e transexual , compreendendo o trânsito entre os sexos e os gêneros como uma manifestação psicopatológica
Resumo inglês:The goal of this work is to ponder the construction of the transvestite and transsexual categories in scientific discourse. Starting from the distinction between antiquity's hermaphrodite, more closely associated with magical and mythical notions, and modern medicine's pseudohermaphrodite, it can be seen how the latter became internalized through the discourse of psychological sciences. Throughout the 20th century, the transvestite and transsexual categories slowly developed from this conceptual basis, understanding the transit between sexes and genders as psychopathological manifestations