Análise dialógica do discurso neoliberal sobre a previdência brasileira nos jornais Folha de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e O Globo

This thesis claims that the values from the neoliberal discourse on the Brazilian (state and private) pensions are materialized on the newspapers: O Estado de S. Paulo (OESP), Folha de S. Paulo (FSP) e O Globo (OG). The identification and comprehension of such neoliberal values on the journalistic t...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2015
Main Author: Dugnani, Rodrigo lattes
Orientador/a: Chaia, Vera Lucia Michalany
Format: Tese
Language:por
Published: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Programa: Ciências Sociais
Department: Ciências Sociais
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://tede2.pucsp.br/handle/handle/2529
Citação:Dugnani, Rodrigo. Análise dialógica do discurso neoliberal sobre a previdência brasileira nos jornais Folha de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e O Globo. 2015. 280 f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2015.
Resumo Português:Esta pesquisa defende a tese de que valores do discurso neoliberal sobre a previdência brasileira se materializam nas páginas dos jornais O Estado de S. Paulo (OESP), Folha de S. Paulo (FSP) e O Globo (OG). A identificação e compreensão desses valores neoliberais em matérias jornalísticas e anúncios publicitários contribui para o entendimento da relação entre os jornais acima citados e o discurso neoliberal no debate sobre a necessidade de uma nova reforma da Previdência Social brasileira, que, em termos gerais, sob a lógica do mercado, envolveria a redução da proteção do sistema previdenciário público, abrindo espaço para o desenvolvimento de diversas formas de previdência privada. Esse entendimento é fundamental para a compreensão dos interesses de mercado na apropriação de mais recursos a serem lançados no circuito da mundialização financeira e das consequências desse processo para a classe trabalhadora, que, a cada dia, presencia o desmonte dos sistemas de proteção social no Brasil e no Mundo mediante a reestruturação conservadora neoliberal. Para cumprir o objetivo a que se propõe identificar, analisar e interpretar os valores do discurso neoliberal sobre a previdência brasileira nos jornais OESP, FSP e OG esta tese se apoia na filosofia da linguagem do Círculo de Bakhtin e na Análise Dialógica do Discurso (ADD) advinda dessa filosofia. A teoria-metodologia daí decorrente exige tanto a análise dos materiais dos jornais que compõe o corpus de pesquisa, quanto daquilo que não está necessariamente nesse material, mas que com ele dialoga, sendo que, no caso desta pesquisa, isso envolve o neoliberalismo e a sua relação com a seguridade social, a previdência brasileira e as empresas jornalísticas em questão. O corpus de análise desta pesquisa é composto por matérias jornalísticas (notícias, notas, reportagens, artigos, editoriais e entrevistas) e anúncios publicitários sobre a previdência no Brasil publicados nos jornais impressos OESP, FSP e OG entre 1º de outubro de 2010 e 31 de março de 2011, período compreendido entre as vésperas do 1º turno das eleições presidenciais e o início do primeiro mandato da presidenta Dilma Rousseff. A análise dialógica do discurso aqui promovida possibilitou a identificação e compreensão de três valores tradicionais do neoliberalismo em diálogo com a previdência brasileira, a saber: a necessidade de rigor na política fiscal para equilibrar as contas da Previdência Social; a meritocracia associada à previdência privada; e a ineficiência da ação do Estado no sistema previdenciário
Resumo inglês:This thesis claims that the values from the neoliberal discourse on the Brazilian (state and private) pensions are materialized on the newspapers: O Estado de S. Paulo (OESP), Folha de S. Paulo (FSP) e O Globo (OG). The identification and comprehension of such neoliberal values on the journalistic texts and on the newspaper advertisements contribute to the understanding of the relation between the aforementioned newspapers and the neoliberal discourse regarding the need for a new Brazilian State Pension reform that would involve, in general terms and under a market logic, a reduction of the benefits offered by the State Pension and, thus, opening space for the development of several kinds of private pensions. This is a key understanding for comprehending the market interests in the appropriation of more financial resources, which are going to be directed to the ambit of the financial globalization and of the implications of such process for the working class that daily lives the dismantling of the State Pension in Brazil and worldwide by the conservative remodeling proposed by the neoliberals. In order to achieve the objective of this research, which is to identify, analyze and interpret the values from the neoliberal discourse regarding the Brazilian pensions that are on the newspapers: OESP, FSP and OG, this thesis relies on the Bakhtin circle s philosophy of language and on the Dialogic Discourse Analysis (DDA) formulated from a Bakhtinian standpoint. The theoretical and methodological framework grounded on such perspective demands the analysis of both the journalistic texts that constitute the corpus of this research and the texts that are not necessarily on those newspapers pages, but which dialogues with them by addressing the neoliberalism and its relation with the social security, the Brazilian pensions and the news organizations approached by this thesis. The corpus of this research is composed by journalistic texts (news, press notes, opinion articles, editorials and interviews) and newspaper advertisements regarding the Brazilian pensions, which were published from 1st Oct. of 2010 to 31st March of 2011, i.e. in a period that comprehends the run-up to the elections and the beginning of Roussef s presidential term, by the newspapers: OESP, FSP and OG. The dialogic discourse analysis conducted here enabled the identification and comprehension of three traditional values from the neoliberalism in relation to the Brazilian pensions, which are: the need for a tightening of the fiscal stance in order to balance the budget of the Brazilian state pension; the meritocracy related to the private pension; and, the State s inefficiency in dealing with the pension system