O "Partido partido": a cobertura da crise política do PT e do Governo Lula em 2005 na pauta de Teoria e Debate

The magazine Teoria e Debate (TD) is the most traditional communication vehicle of the Worker s Party (PT). It was created in 1987 by the Regional Directorate of the PT in São Paulo and, since 1997 has been published by the Fundação Perseu Abramo, also an organ of the party. The magazine is produced...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2008
Main Author: Araújo, Erilene lattes
Orientador/a: Chaia, Vera Lucia Michalany
Format: Dissertação
Language:por
Published: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais
Department: Ciências Sociais
Assuntos em Portugês:
PT
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:https://tede2.pucsp.br/handle/handle/3964
Citação:Araújo, Erilene. O "Partido partido": a cobertura da crise política do PT e do Governo Lula em 2005 na pauta de Teoria e Debate. 2008. 112 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2008.
Resumo Português:A revista Teoria e Debate é o veículo de comunicação mais tradicional do Partido dos Trabalhadores. Ela foi criada em 1987 pelo Diretório Regional do PT São Paulo e, desde 1997, é editada pela Fundação Perseu Abramo, também do partido. A publicação é elaborada a partir da colaboração voluntária de intelectuais e organizada por uma pequena redação. Propõe-se a ultrapassar os limites da mídia partidária, para ser percebida como um espaço reservado ao debate e à reflexão teórica da esquerda brasileira. Quando atingiu a maioridade, a revista enfrentou um grande desafio: discutir a crise política de 2005, que atingia o centro do PT e do governo Luiz Inácio Lula da Silva. Em que medida a crise política de 2005 que ficou conhecida como o caso mensalão entrou na pauta de Teoria e Debate, o que foi dito e que personagens foram escalados para narrar o caso? A investigação foi feita com base na análise de 38 textos com foco em política, publicados na revista entre 2005 e 2006. Por se tratar de uma publicação analítica elaborada por e destinada a intelectuais, o primeiro capítulo da dissertação traz uma reflexão teórica sobre os intelectuais e a política, à luz de autores clássicos como Antonio Gramsci e Daniel Pécaut. O segundo recupera a gênese do Partido dos Trabalhadores, analisa a participação dos intelectuais no processo de criação do partido e discute a perda da influência política do grupo, a partir da década de 1990, quando a disputa eleitoral ganhou uma nova dimensão dentro do PT. O terceiro capítulo é dedicado a análise da comunicação petista e dos impactos que a crise de 2005 provocou sobre ela e, principalmente, para Teoria e Debate. Com base nos 38 artigos, o último capítulo discorre sobre a cobertura da revista em três momentos: antes, durante e depois da crise política de 2005
Resumo inglês:The magazine Teoria e Debate (TD) is the most traditional communication vehicle of the Worker s Party (PT). It was created in 1987 by the Regional Directorate of the PT in São Paulo and, since 1997 has been published by the Fundação Perseu Abramo, also an organ of the party. The magazine is produced with the voluntary collaboration of intellectuals and organized by a small editorial staff. The objective of the magazine is to go beyond the limits of the partisan media and to be perceived as a space for debate and reflection about Brazilian leftist theories. When the magazine had gained some maturity, TD was faced with a big challenge: how to discuss the political crisis of 2005, which had touched the center of the PT and President Luiz Inácio Lula da Silva s government. The present dissertation studies these questions: How did the political crisis of 2005 which was known as the mensalão case enter into the contents of Teoria e Debate? What was said and which individuals were chosen to narrate the case? The research was done by analysis of 38 political articles published in the magazine in 2005 and 2006. As it is an analytical publication elaborated by and addressed to intellectuals, the first chapter of the dissertation relates theoretical reflections about the intellectuals and their politics, utilizing ideas from classic authors such as Antonio Gramsci and Daniel Pécaut. The second chapter discusses the genesis of the Worker s Party analyses and the intellectual participation in the process of its creation and then discusses the loss of political influence of the group since the 1990 s, when the electoral campaigning created a new dimension in the PT. The third chapter is dedicated an analysis of party communication and the impact of that communication during the crises of 2005 caused mainly by the magazine. Based on the analysis of the 38 articles, the last chapter discusses the Teoria e Debate coverage in three periods: before, during and after the political crises of 2005