Invenções negras na Bahia: pontos para discussão sobre o racismo à brasileira

Ce travail tente d analyser comment les pratiques et les discours de l Ilê Ayê et du Movimento Negro Unificado (Mouvement Noir Unifié) (MNU) contribuent pour la (dé)construction de l identité ethnico-raciale des noirs à Salvador, dans la període comprise entre la fondation de ces organisations en 19...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2008
Main Author: Silva, Francisco Carlos Cardoso da lattes
Orientador/a: Bernardo, Teresinha
Format: Tese
Language:por
Published: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais
Department: Ciências Sociais
Assuntos em Portugês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:https://tede2.pucsp.br/handle/handle/3900
Citação:Silva, Francisco Carlos Cardoso da. Invenções negras na Bahia: pontos para discussão sobre o racismo à brasileira. 2008. 233 f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2008.
Resumo Português:Este trabalho discute as invenções negras na Bahia, enquanto devires minoritários, pensando o racismo e o anti-racismo na perspectiva da produção de subjetividade. A idéia de invenção já foi discutida por muitos autores, sendo que a maioria deles sempre partiu da criação do dominador, nosso diferencial é inverter o ponto de partida, sem desprezar o seu contrário, ou seja, considerando as ambigüidades inerentes aos devires. Analisa como as práticas e os discursos do Ilê Aiyê e do Movimento Negro Unificado (MNU) contribuem para a desconstrução construção de identidades étnicas-raciais dos negros em Salvador, no período que vai da fundação de cada uma dessas organizações - 1974 e 1978, respectivamente até Fevereiro de 2001, verificando a relação estabelecida por eles entre cultura e política. Ambas as entidades, através dos seus discursos e práticas na luta contra o racismo sofrido pelos negros, contribuem, cada uma a seu modo, para a construção e desconstrução de identidades étnicas-raciais em Salvador, produzindo subjetividades dissidentes, transculturais e transindividuais, que têm na cultura a sua matéria-prima. Trata-se de um estudo para tese de doutorado na área de Ciência Sociais, que se debruça sobre conceitos como o de identidade, cultura e política, cuja perspectiva teóricametodológica, segue um caminho interdisciplinar (da sociologia, da antropologia e da história), buscando conciliar procedimentos como a análise do discurso com o etno-texto e as abordagens sociológicas clássicas com as contemporâneas