Antonin Artaud: a vida e sua dimensão política

Antonin Artaud was a french artist that lived on 20th century. With his theater and lifestyle, he shattered several moral institutions and rules that guided life. Made his life and art a combat. For this same reason, was subject of several reprimands. Artaud, man of theater stage, worked as a film a...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2015
Main Author: Cabral, Judson Forlan Gonzaga lattes
Orientador/a: Chaia, Miguel Wady
Format: Dissertação
Language:por
Published: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Programa: Ciências Sociais
Department: Ciências Sociais
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://tede2.pucsp.br/handle/handle/2537
Citação:Cabral, Judson Forlan Gonzaga. Antonin Artaud: a vida e sua dimensão política. 2015. 133 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2015.
Resumo Português:Antonin Artaud foi um artista francês que viveu no século XX. Ele com seu teatro e estilo de vida abalou os diversos programas morais e instituições pelas quais a vida era balizada. Fez de sua vida e arte um combate. Por isso mesmo sofreu diversos tipos de correções. Artaud, homem de teatro, trabalhou como ator de cinema, foi dramaturgo, figurinista, cenógrafo, desenhista, crítico de arte, foi um ativo entre seus contemporâneos. Trilhando inicialmente a esteira das vanguardas históricas e de seus ideais, especialmente o dos surrealistas tinhacomo projeto revivificar a arte teatral para que a mesma fosse usada como o lugar de ação sobre a vida. O teatro como prática de si. A obra de Artaud foi fundamental para que ele pudesse traçar uma vida que se colocava além ou aquém de certa perspectiva de vida vigente com seus mecanismos normalizadores. Além de Artaud e seu teatro a pesquisa enfatiza Nietzsche e Foucault com alguns conceitos caros a esses autores. A vida dos três foram vidas que de certa forma traçaram sobre a existência maneiras outras de estar nela. Instituíram uma estética da existência àmedida que fizeram das suas vidas uma obra de arte. Portanto, a pesquisa enfatiza a vida e sua dimensão política entendida aqui na qualidade de uma vida no e pelos seus experimentos. Para tanto, busca pensar à luz dos autores outros tipos possíveis de politização
Resumo inglês:Antonin Artaud was a french artist that lived on 20th century. With his theater and lifestyle, he shattered several moral institutions and rules that guided life. Made his life and art a combat. For this same reason, was subject of several reprimands. Artaud, man of theater stage, worked as a film actor, playwright, costume designer, scenographist, illustrator, art critic, an active man among his peers. Begun threading the path of historical avant-garde, and his ideals, especially those connected to surrealism, were aimed at revive theatrical art so it could be used as the place of action on life. Theater as practice of itself. Artaud s works were crucial so he could draw a life that was beyond or earlier of a certain life perspective consonant with its standardizing mechanisms. Beyond Artaud and his theater, this research focus on Nietzsche and Foucault, addressing some concepts dear to those authors. The life of those three were lives that to a certain extent drawn over existence other ways to be part of it. They established an aesthetic of existence from designing their lives as art pieces. Therefore, the research focuses on life and its political dimension seen through quality of life and its experiments. In this sense, draws the authors thoughts for different kinds of political actions