Espelhos do tempo: política no cinema de Tarkovsky

Based on an esthetical-political analysis of the film Solaris, and an investigation on the personal and artistic life of Andrei Tarkovsky, within a historical and political context situated in the Soviet Union from the 1960s through the 1990s, it s proposed in this research to emphasize the shock be...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2015
Main Author: Milanezi, Daniel Tabarani Santos lattes
Orientador/a: Segurado, Rosemary lattes
Format: Dissertação
Language:por
Published: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais
Department: Ciências Sociais
Assuntos em Portugês:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:https://tede2.pucsp.br/handle/handle/3636
Citação:Milanezi, Daniel Tabarani Santos. Espelhos do tempo: política no cinema de Tarkovsky. 2015. 102 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2015.
Resumo Português:A partir de uma análise estético-política do filme Solaris, e de uma investigação sobre a vida pessoal e artística de Andrei Tarkovsky, dentro de um contexto histórico-político situado na União Soviética dos anos 1960 até a década de 1990, propõe-se, nesta pesquisa, destacar o embate entre esse artista e o Estado soviético, com o objetivo de demonstrar uma presença política da obra de Tarkovsky. Os escritos do próprio Tarkovsky, os conceitos filosóficos e estéticos de Gilles Deleuze, as noções políticas de presença política da obra e estetização da política, trazidas pelo Prof. Miguel Chaia, dão embasamento para a fundamentação deste trabalho, possibilitando: uma discussão sobre as concepções de arte e cinema do artista Tarkovsky; um recorte analítico do filme Solaris, mostrando as questões estéticas, políticas, históricas envolvidas na obra; um panorama da indústria cinematográfica soviética, problematizando a relação entre o artista Tarkovsky e a burocracia autoritária do Estado soviético, assim como os efeitos disso enquanto ato político de resistência por parte do cineasta através de sua filmografia
Resumo inglês:Based on an esthetical-political analysis of the film Solaris, and an investigation on the personal and artistic life of Andrei Tarkovsky, within a historical and political context situated in the Soviet Union from the 1960s through the 1990s, it s proposed in this research to emphasize the shock between this artist and the Soviet State, with the purpose to demonstrate a political presence in Tarkovsky s work. Tarkovsky s own writings, the philosophical and esthetical concepts of Gilles Deleuze, the political notions of political presence of the work and esthetization of politics, written by Professor Miguel Chaia, give support to the foundations of this dissertation, making it possible to create: a discussion about Tarkovsky s conceptions of art and cinema; an analytical cut of the film Solaris, showing the esthetical, political, historical problems involved in this work; an overview of the Soviet cinematographic industry, debating the relationship between the artist Tarkovsky and the authoritarian bureaucracy of the Soviet State, as well as the effects of this as a political act of resistance made by the filmmaker through his filmography