O desvelo da vida cotidiana e o trabalho do assistente social

This research discusses the activity of social worker and the every day life and social subjects with which it works. The profession of social work is treated in participating in the process of production and reproduction of the entire social life, thus participating social workers, the very process...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2009
Main Author: Guazzelli, Amanda lattes
Orientador/a: Degenszajn, Raquel Raichelis
Format: Dissertação
Language:por
Published: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social
Department: Serviço Social
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:https://tede2.pucsp.br/handle/handle/18021
Citação:Guazzelli, Amanda. The unveiling of the every day life and the work of social worker. 2009. 243 f. Dissertação (Mestrado em Serviço Social) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2009.
Resumo Português:Essa pesquisa procura discutir o trabalho do assistente social e a vida cotidiana dos sujeitos sociais com os quais trabalha. A profissão de Serviço Social é tratada na sua inserção no processo de produção e reprodução da totalidade da vida social, participando assim, o assistente social, do próprio processo de (re) produção das relações sociais, donde o significado social dessa profissão. Como o trabalho concreto do assistente social é mediado e conformado pelas condições do trabalho abstrato, buscamos apreender e examinar o trabalho profissional com vistas a essa fundamental mediação, nos inspirando, para tanto, nas produções de Marilda Villela Iamamoto. A vida cotidiana é compreendida pelo conjunto das atividades fundamentais que caracterizam a (re) produção dos homens, portanto, como uma categoria ontológica, tratada aqui pela ontologia social de Marx. Nesse sentido, nossas reflexões sobre a vida cotidiana se fundamentam nas produções dos filósofos húngaros, György Lukács e Agnes Heller, essa, em sua fase marxista. As atividades fundamentais que marcam a (re) produção da vida cotidiana dos sujeitos sociais dessa investigação são o trabalho e a maternidade. De outra forma, os conteúdos do trabalho concreto do assistente social incidem sobre essas mesmas atividades, uma vez que, respostas profissionais buscam enfrentar às necessidades de sobrevivência, tendo tal profissional acesso privilegiado à esfera doméstica da vida dos sujeitos sociais com os quais trabalha. Nesse sentido, a premissa da investigação é a relação visceral entre o trabalho do assistente social e a vida cotidiana de tais sujeitos. Entrevistamos três assistentes sociais e duas mulheres que foram e/ou são atendidas por assistentes sociais; realizamos três entrevistas com cada uma das depoentes. O processo investigativo evidenciou que o assistente social participa do processo de (re) produção das relações sociais por meio da participação no processo de (re) produção da vida cotidiana desses sujeitos
Resumo inglês:This research discusses the activity of social worker and the every day life and social subjects with which it works. The profession of social work is treated in participating in the process of production and reproduction of the entire social life, thus participating social workers, the very process of (re) production of social relations, hence the social significance of this profession. As the real work of worker social is mediated and is conformed to the terms of abstract work, we seek to seize and examine the working professional with a view to the fundamental mediation, inspiring us to do that, the productions of Marilda Villela Iamamoto. Everyday life is understood by all the key activities that characterize the (re) production of men, therefore, as an ontological category, treated here by the social ontology of Marx. In this sense, our reflections on everyday life are based on the production of Hungarian philosophers, György Lukács and Agnes Heller, that, in his Marxist phase. The key activities that mark the (re) production of everyday life of the social subjects of this research are work and motherhood. Otherwise, the contents of the actual work of social workers focus on these same activities as, seek professional answers the needs of survival, with privileged access to such training to the domestic sphere of social life of the individuals with whom they work. In this sense, the premise of the research is the vital relationship between the work of social worker and everyday life in these subjects. We interviewed three social workers and two women who were and / or are served by social workers; we conducted three interviews with each of the interviewees. The research process revealed that the social worker participates in the process of (re) production of social relations through participation in the process of (re) production of everyday life of these subjects