O itinerário da cidadania: a acessibilidade das pessoas com deficiência visual ao Centro Histórico de São Luís - Maranhão

Through this research, we proposed to investigate the phenomenon of urban accessibility, dedicated to people with disabilities, particularly people with impaired vision in his path in the Historic Center of St. Louis, in view of the space limitations that this imposes - by through its format and tra...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2010
Main Author: Almeida, Maria do Perpetuo Socorro Castelo Branco Santos lattes
Orientador/a: Bógus, Lucia Maria Machado
Format: Dissertação
Language:por
Published: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais
Department: Ciências Sociais
Assuntos em Portugês:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:https://tede2.pucsp.br/handle/handle/4178
Citação:Almeida, Maria do Perpetuo Socorro Castelo Branco Santos. O itinerário da cidadania: a acessibilidade das pessoas com deficiência visual ao Centro Histórico de São Luís - Maranhão. 2010. 109 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2010.
Resumo Português:Através da presente pesquisa, nos propomos a investigar o fenômeno da acessibilidade urbana, voltada às pessoas com deficiência, em especial as pessoas com deficiência visual, no seu trajeto no Centro Histórico de São Luís, tendo em vista as limitações que este espaço impõe - por meio do seu formato e traçados de suas ruas, calçadas e demais edificações a essas pessoas, impedindo que estas se locomovam com autonomia e segurança. Pretendemos ainda conhecer as implicações decorrentes desse impedimento de mobilidade autônoma, no processo de socialização das pessoas com deficiência visual, uma vez que no Centro Histórico de São Luís - cujo espaço é tombado e protegido sob a égide de Patrimônio Cultural da Humanidade está consagrada a memória da cidade e consolidado no imaginário popular, as idéias e os valores que se expressam nos dias atuais através da: cultura, economia, política e nas relações sociais que lá se desenvolvem em função ainda do sincretismo, produto do sagrado e o profano, que dá sentido na organização social da população da cidade. Também procuramos examinar a forma como as pessoas com deficiência estão organizadas socialmente na luta pelas suas demandas de cidadania e para a efetivação de seus direitos, a fim de compreender melhor seus interesses, anseios e dificuldades na questão da acessibilidade. Para tanto, partimos de alguns questionamentos para saber das dificuldades de operacionalização das políticas públicas com respeito à acessibilidade urbana, bem como do caráter da urbanidade no processo de inclusão social das pessoas com deficiência visual. Para este efeito deste trabalho fizemos uso de farta legislação sobre política urbana, com relação à acessibilidade em espaços tombados pelo patrimônio arquitetônico e cultural, bem como de pesquisa documental, bibliográfica e de campo. Mais que uma exclusão social provocada por barreiras arquitetônicas e pela falta de vontade política dos gestores públicos em promover a acessibilidade das pessoas com deficiência visual no Centro Histórico de São Luís, adaptando ou adequando este espaço àqueles, a nossa pesquisa revelou ainda a existência de barreiras atitudinais, as quais se expressam através da cultura que se formou sobre a pessoa com deficiência visual
Resumo inglês:Through this research, we proposed to investigate the phenomenon of urban accessibility, dedicated to people with disabilities, particularly people with impaired vision in his path in the Historic Center of St. Louis, in view of the space limitations that this imposes - by through its format and traces its streets, sidewalks and other buildings - these people, preventing them to move about independently and safely. We also want to know the implications of autonomous mobility impairment in the process of socialization of people with visual impairments, as in the Historical Center of St. Louis - has fallen space is protected under the aegis of World Heritage Site - is devoted to memory of the city and consolidated in the popular imagination, ideas and values that are expressed nowadays by: culture, economics, politics and social relations that grow there in the light of further syncretism, a product of the sacred and the profane, which gives meaning in the social organization of the city's population. We also seek to examine how people with disabilities are socially organized in the fight for their demands for citizenship and for the realization of their rights in order to better understand their interests, hopes and difficulties on the issue of accessibility. The starting point of some questions to find out the difficulties of operation of public policies regarding urban accessibility and character of urban life in the process of social inclusion of people with visual impairments. For this purpose this paper we use the abundant legislation on urban policy, with respect to accessibility in areas listed by the architecture and cultural, as well as documentary research, literature and field. More than one social exclusion caused by architectural barriers and lack of political will of public officials to promote accessibility for people with visual impairments in the Historic Center of St. Louis, adapting or adjusting this space to those, our research also revealed the existence of barriers attitudes, which are expressed through the culture that formed on the visually handicapped