Estranhamento (entfremdung) no trabalho: o Unibanco na virada dos anos 90

The objective of this study is to investigate alienation and strangeness (Entfrendung) in banking work, taking as an specific case study, the analysis of the UNIBANCO employees experience in the turn of the 1990s. That is a moment of great changes in the labour world that reinforces the ways of obta...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2006
Main Author: Rocha, Danielle Franco da lattes
Orientador/a: Silva, Ana Amélia da
Format: Dissertação
Language:por
Published: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Programa: Ciências Sociais
Department: Ciências Sociais
Assuntos em Portugês:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://tede2.pucsp.br/handle/handle/2644
Citação:Rocha, Danielle Franco da. Estranhamento (entfremdung) no trabalho: o Unibanco na virada dos anos 90. 2006. 172 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2006.
Resumo Português:Esta pesquisa pretende problematizar o estranhamento no trabalho bancário tomando a particularidade do trabalho no UNIBANCO na virada da década de noventa. Momento de grandes transformações na esfera do mundo do trabalho enuncia o acirramento das formas de extração do trabalho não-pago e a conseqüente imposição da realização do valor produzido no mundo produtivo. A especificidade desse trabalho e sua função dentro do sistema global do capital é transformar a mercadoria-dinheiro, capacidade alienada do homem, em capital produtor de juros, num processo que toma a aparência de dinheiro criando mais dinheiro. No bojo desse processo, a mundialização dos capitais coopera para que o vultuoso aumento dos fluxos desses capitais seja incorporado e realizado pelo trabalho bancário, fator intensificador das contradições no chão de banco e no seu inter-relacionamento com a reprodução social da vida. Ainda nessa direção, a investigação aponta para o papel do crédito na acumulação capitalista e seus impactos na economia brasileira. Atuando de forma contraditória, esse crédito é, ao mesmo tempo, - alavanca e estrangulamento da expansão da acumulação brasileira. E o mundo do trabalho como seu verdadeiro agente, impulsiona e viabiliza todo um sistema de produção da vida humana em que seu trabalho torna-se hostil e, portanto, estranhado
Resumo inglês:The objective of this study is to investigate alienation and strangeness (Entfrendung) in banking work, taking as an specific case study, the analysis of the UNIBANCO employees experience in the turn of the 1990s. That is a moment of great changes in the labour world that reinforces the ways of obtaining non-paid work and the consequent imposition of value in the productive world. The specificity of this kind of work and its function in the global capital system is to transform the money commodity, which is a capacity separated from men, in interest producing capital. This process occurs and takes the appearance of money producing more money . In this context, the globalization of capital helps the huge increase in capital flow to be incorporated and done by the bank employees, which increases the contradiction to the daily bank work routine and its relationship with the social reproduction of life. Still in this sense, this study shows the role of credit in the capitalist accumulation process and its impacts in Brazilian economy. In this sense, the labour banking world, as a true agent, entails the whole system of human life production in which labour becomes stranged in its alienated form