Entre o sonho do acesso e o território do fazer: um estudo sobre duas experiências nacionais de inclusão digital, na cidade de São Paulo

This research aimed to study the relationships and outcomes of the partnerships formed to accomplish two digital inclusion programs in the city of São Paulo, Telecenters, funded by government and community centers for digital inclusion created by the NGO Committee of Democracy of computer manipulati...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2009
Main Author: Oliveira, Fátima Maria de
Orientador/a: Chaia, Vera Lucia Michalany
Format: Tese
Language:por
Published: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais
Department: Ciências Sociais
Assuntos em Portugês:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:https://tede2.pucsp.br/handle/handle/4150
Citação:Oliveira, Fátima Maria de. Between the dream and access to the territory: a study of two national experiences of digital inclusion, in the city of São Paulo. 2009. 203 f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2009.
Resumo Português:Esta pesquisa teve como objetivo estudar as relações e resultados das parcerias constituídas para a realização de dois programas de inclusão digital na cidade de São Paulo, os Telecentros, financiados por órgãos governamentais e os espaços comunitários de inclusão digital criados pela Organização Não Governamental Comitê para Democratização da Informática (CDI), ambos pioneiros na política de inclusão digital no país. Para a realização dos Programas, Governo e ONG constituem parceria com organizações sociais de pequeno porte, sediadas, geralmente, em bairros mais pobres da cidade, que vai dar à política de inclusão digital um caráter de inclusão social. Na pesquisa voltamos o nosso olhar às relações cotidianas entre os atores envolvidos com a experiência do fazer inclusão digital, considerando os arranjos formais e informais impostos pela prática e pelas parcerias estabelecidas. Com o recorte encontramos apoio em uma bibliografia voltada para os estudos do fazer cotidiano (CERTEAU), para os da comunicação como forma de resistência política (MARTIN-BARBERO e DOWNING), para as pesquisas que têm como referência os movimentos sociais e as demandas sociais atuais como desafios da democracia moderna (SANTOS e BOBBIO) e para os estudos do acesso às novas tecnologias de informação e comunicação. Ao contrastamos as diretrizes dos Programas e os desejos dos formuladores da política de inclusão digital com as decisões práticas cotidianas dos gestores das organizações executoras, bem como a atenção dos usuários, percebemos que há um distanciamento entre o acesso pensado e o acesso realizado. Contudo, na busca para realização das metas planejadas, os atores envolvidos e usuários constroem formas de fazer a inclusão, dando repostas significativas à forma como a política pública de inclusão digital é tratada em nosso país
Resumo inglês:This research aimed to study the relationships and outcomes of the partnerships formed to accomplish two digital inclusion programs in the city of São Paulo, Telecenters, funded by government and community centers for digital inclusion created by the NGO Committee of Democracy of computer manipulation (CDI), pioneers in digital inclusion policy in the country. The Government and NGO are partnering with small social organizations to carry out the program, located generally in the poorest neighborhoods of the city, which will give the policy of digital inclusion a also a sense of social inclusion. In the study we turn our attention to the daily situations lived by the actors involved in the experience of making digital inclusion, considering both informal and formal arrangements shown through the practice and partnerships. With the support found in literature-oriented studies of daily tasks (Certeau), for communication as a form of political resistance (Martin-Barbero and Downing), for researches that have as a reference the social movements and social demands as current challenges of modern democracy (Santos and BOBBIO) and for studies of access to new technologies of information and communication. By contrasting the guidelines of the Program and wishes of policy makers of digital inclusion with the daily practices of managers implementing the program and the users' attention, we realize that there is a gap between what was thought through and what was actually done. However, in seeking to carry out the planned goals, the actors involved and users build forms of inclusion, giving meaningful answers to how the public policy of digital inclusion is treated in our country