Eu, Tigre: a exuberância erótica em Georges Bataille

This dissertation analyzes the thinking of Georges Bataille with the objective to investigate in his intempestivity the conception of eroticism. The complex movement that the author wages to develop this concept allows new possibilities to approach the nature/culture border, as well as animality and...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2010
Main Author: Rosa, Natália Rolim lattes
Orientador/a: Carvalho, Edgard de Assis
Format: Dissertação
Language:por
Published: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Programa: Ciências Sociais
Department: Ciências Sociais
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://tede2.pucsp.br/handle/handle/2161
Citação:Rosa, Natália Rolim. I, Tiger: the erotic exuberance of Georges Bataille. 2010. 123 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2010.
Resumo Português:Esta dissertação analisa o pensamento de Georges Bataille com o objetivo de investigar em sua intempestividade a concepção de erotismo. O complexo movimento que o autor trava ao desenvolver esse conceito permite novas possibilidades para abordar a fronteira natureza/cultura, assim como os conceitos de animalidade e humanidade. Na introdução de O Erotismo o autor anuncia estar à procura do homem em sua totalidade, volta-se contra as linhas fragmentárias para perseguir a ideia de conjunto. Essa busca se dá pela paixão humana e seu único objeto, que implica num passeio sobre o espírito humano e sua vida interior. Na interioridade do ser há o encontro com as experiências mais avassaladoras, com o sagrado, a beleza, o horror e a paixão. Na proposta de Bataille não há fronteiras entre homem e animal, mente e corpo, vida e morte; estas instâncias constantemente transbordam uma na outra e é neste movimento intempestivo que vê a totalidade do ser. Neste campo complexo e imprevisto da vida interior humana, o ser ultrapassa os limítrofes da consciência objetiva para experiências desconcertantes em que a consciência se dissolve no corpóreo. O intuito do trabalho é compreender a totalidade que o pensamento batailliano busca atingir na concepção de experiência interior por meio da problematização das noções de erotismo, animalidade e humanidade
Resumo inglês:This dissertation analyzes the thinking of Georges Bataille with the objective to investigate in his intempestivity the conception of eroticism. The complex movement that the author wages to develop this concept allows new possibilities to approach the nature/culture border, as well as animality and humanity concepts. In the introdution of The Eroctism the author announces to be in search of the Man in its totality, turning himself against the fragmentaries lines to pursuit the idea of a whole. This pursuance will be given by human passion and its only object, that implies in a tour upon the human spirit and its inner life. In the innerness of the being there is the encounter with the most overwhelming experiences, with the holy, the beauty, the horror and the passion. In the Baitaille's proposition there isn't borders between man and animal, mind and body, life and death; these instances constantly overflows one another and is in this intempestive movement that he sees the totality of the being. In this complex and unexpected field of human inner life, the being oversteps the limitrophes of the objective conscience into disconcerting experiences in which the conscience dissolves itself in the corporeal. The intent of this work it's to comprehend the totality that the batailliam thought seeks to reach in the inner experience consception by the means of problematization of the notions of eroctism, animality and humanity