Paeterepë: quem são esses Napëpë? : elementos para o estudo da construção Yanomami da alteridade dos missionários

This dissertation is an ethnography realized among the Yanomami communities of the Catrimani river basin (Indigenous Yanomami land, Roraima), where, in 1965, the religious of the Consolata Institute established a mission station. It acquires theoretical relevance for studying a particular case regar...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2015
Main Author: Dalmonego, Corrado lattes
Orientador/a: Rangel, Lucia Helena Vitali
Format: Dissertação
Language:por
Published: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Programa: Ciências Sociais
Department: Ciências Sociais
Assuntos em Portugês:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://tede2.pucsp.br/handle/handle/2592
Citação:Dalmonego, Corrado. Paeterepë: quem são esses Napëpë? : elementos para o estudo da construção Yanomami da alteridade dos missionários. 2015. 294 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2015.
Resumo Português:Esta dissertação é uma etnografia realizada nas comunidades Yanomami da região do médio rio Catrimani (Terra Indígena Yanomami, Roraima), entre as quais, em 1965, os religiosos do Instituto da Consolata estabeleceram um posto missionário. Adquire relevância teórica por estudar um caso particular nas relações entre uma sociedade indígena e uma agência não indígena; e possui interesse prático direcionado a desvendar eventuais equívocos e pensar, dialogicamente, possíveis caminhos para a atuação indigenista. Uma exposição histórica resultado de revisão bibliográfica e consulta aos arquivos de missionários , permitiu reconstruir o contexto em exame e os encontros dos Yanomami com os napëpë (não indígenas). A partir desta reconstrução, o estudo de etnografias referentes aos Yanomami e a outros povos indígenas, possibilitou discutir algumas categorias de análise fundamentais à pesquisa. Em diálogo com tais referenciais, este trabalho focalizou as relações construídas entre os Yanomami e os missionários; tentou destacar a perspectiva indígena e sua representação do contato; e buscou reconhecer as estratégias acionadas para organizar a interação. A compreensão proporcionada pela convivência no espaço das comunidades e a análise de discursos yanomami, permitiram que a pesquisa evidenciasse o processo de domesticação e de construção da alteridade dos paeterepë (os missionários), conseguido apenas quando existem condições de disponibilidade à abertura recíproca
Resumo inglês:This dissertation is an ethnography realized among the Yanomami communities of the Catrimani river basin (Indigenous Yanomami land, Roraima), where, in 1965, the religious of the Consolata Institute established a mission station. It acquires theoretical relevance for studying a particular case regarding the relations between an indigenous society and a non-indigenous agency and it has a practical interest aimed at unveiling possible misunderstandings and at thinking, in the dialogue, about possible ways towards an indigenist action. A historical exposition, resulting from bibliographic revision and consultation of the mission archives, allowed to reconstruct the context on examination and the meetings of the Yanomami with the napëpë (non-Indians). From this reconstruction, the study of ethnographies referring to the Yanomami or other indigenous peoples, permitted to discuss some analytical categories fundamental for the research. In dialogue with such references, this work focussed upon the relations built between the Yanomami and the missionaries, tried to highlight an indigenous perspective and perception of the contact, attempted to recognize the strategies carried out to organize interaction. Our cognition proportionate to the living together in the communities‟ space and the analysis of yanomami speeches made it possible for the research to bring into relief the process of domestication and construction of the alterity embodied by the paeterepë (the missionaries), that was achieved as soon as conditions of readiness to reciprocal openness did exist