Caminhando rumo ao consumo sustentável: uma investigação sobre a teoria declarada e as práticas das empresas no Brasil e no Reino Unido

This dissertation evaluated the existence of a double pattern in the treatment given to the questions that refer to the social responsibility of companies bearing in mind the theory they were based upon, and which is presented in their Internet sites for an audience from Brazil and from the United K...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2008
Main Author: Kremer, Joelma lattes
Orientador/a: Arruda, Rinaldo Sérgio Vieira
Format: Tese
Language:por
Published: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais
Department: Ciências Sociais
Assuntos em Portugês:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:https://tede2.pucsp.br/handle/handle/3866
Citação:Kremer, Joelma. Caminhando rumo ao consumo sustentável: uma investigação sobre a teoria declarada e as práticas das empresas no Brasil e no Reino Unido. 2008. 325 f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2008.
Resumo Português:Esta tese avaliou a existência de um duplo padrão no tratamento às questões que remetem à responsabilidade social das empresas, considerando-se a teoria declarada por elas, relatada em seus sites na Internet para o público do Brasil e do Reino Unido, bem como a teoria em uso, avaliada pelo posicionamento de instituições que procedem à avaliação das mesmas por meio de indicadores sócioambientais e de sites de boicote. O apoio teórico e a discussão conceitual foram pautados no tripé consumo, movimentos sociais e desenvolvimento sustentável, destacando-se que se vive numa sociedade de consumo onde os principais atores sociais são as empresas e os cidadãos são consumidores, o que tem dificultado a sua organização em movimentos sociais que poderiam ser os agentes de transformação rumo a um consumo responsável que remetesse a um consumo sustentável e, assim, ao tão propalado desenvolvimento sustentável, alvo de discussões a partir da década de 1960 e amplamente disseminado pela mídia no momento atual, quando questões como aquecimento global, catástrofes ecológicas e ameaças à biodiversidade são amplamente debatidas pela sociedade. O papel dos governos com os seus instrumentos regulamentatórios não pode ser ignorado e a sociedade civil organizada em movimentos sociais ou ONGs tem um poder de influência maior junto a eles do que junto as empresas, sendo que estas, por sua vez, agem mais por coerção do que por iniciativa própria no que diz respeito às externalidades. Um significativo número de empresas ainda não relata suas práticas de responsabilidade social e tampouco apresenta programas de educação para o consumo. O duplo padrão apresentou-se menos disperso do que o inicialmente previsto e, para os dados levantados, não foi possível estabelecer, para a maioria das empresas pesquisadas, relação entre a teoria declarada e a teoria em uso
Resumo inglês:This dissertation evaluated the existence of a double pattern in the treatment given to the questions that refer to the social responsibility of companies bearing in mind the theory they were based upon, and which is presented in their Internet sites for an audience from Brazil and from the United Kingdom. This study also evaluated the theory in use through the analysis of institutions that perform the assessment of these companies by means of socio-environmental indicators and boycott sites. The technical background for this study as well as the discussion of concepts focused on consumption, social movements and sustainable development. The research stresses the fact that we live in a consumption society whose main social partners are the companies and the citizens as consumption entities, what has hindered the organization of social movements that could have been the agents of transformation towards responsible consumption that led to sustainable consumption and therefore to the so called sustainable development, which was the focus of discussions in the 1960s and being widely disseminated by media right now, when issues of global warming, ecological catastrophes and biodiversity threats are being highly debated. The role played by governments with their ruling mechanisms cannot be ignored and civil society organized into social movements or NGO s (Non Governmental Organizations) plays a deeper influence onto these organizations than onto companies, also considering that companies, in turn, act more by coercion than by their own initiative as far as external links are concerned. A significative amount of companies does not make reference neither to their social responsibility nor do they present educational programs capable of improving the way people consume. The double pattern was shown to be less disperse from what was initially forseen, however, based on the data gathered for the study, it is not possible to establish, for most of the companies studied, if there is a link between the theory referred and the theory in use