Além dos 60: moradores de Coimbra e São Paulo

This paper comprises a qualitative social research and intends to apprehend the motivations and life perspective of people who are sixty years old or more by interviewing 20 retired person that are still working and who live either in São Paulo or in Coimbra. It aims to understand the elements of in...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2009
Main Author: Mariz, Maria Elisa de Almeida lattes
Orientador/a: Bógus, Lucia Maria Machado
Format: Tese
Language:por
Published: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Programa: Ciências Sociais
Department: Ciências Sociais
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://tede2.pucsp.br/handle/handle/2913
Citação:Mariz, Maria Elisa de Almeida. Além dos 60: moradores de Coimbra e São Paulo. 2009. 208 f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2009.
Resumo Português:O presente estudo define-se pelos parâmetros da pesquisa social qualitativa e busca apreender as motivações e perspectivas de vida das pessoas com 60 anos ou mais de idade, por meio da aplicação de entrevistas a 20 sujeitos moradores nas cidades de Coimbra e São Paulo, aposentados que continuam trabalhando. O objetivo é conhecer os elementos que compõem o bem-estar dos entrevistados no que se refere ao trabalho, ao lazer, à cultura, entretenimento, viagens, hobbies, atividades físicas e as suas preferências e afinidades com as respectivas cidades em que vivem. O crescimento da população de mais de 60 anos, em números absolutos e relativos, é um fenômeno mundial e vem aumentando num ritmo sem precedentes. O Brasil que há pouco era considerado um país jovem, já é o sexto país do mundo em taxa de envelhecimento e apresenta no seu quadro populacional um contingente de 10% de pessoas com mais de 60 anos de idade. Esse mesmo parâmetro é observado na cidade de São Paulo, o que corresponde a um milhão de pessoas. O foco deste estudo é lançar um novo olhar sobre esse segmento da sociedade - os maiores de 60 anos - cujo significado é de extrema relevância não somente pelo seu crescimento populacional, mas, sobretudo pelo potencial que eles podem representar em termos de conhecimento, cultura sabedoria e experiência. As análises das entrevistas revelam a existência de novos paradigmas de vida em que os sujeitos com mais de 60 anos fazem da velhice momentos de oportunidades, de possibilidades e de transformação nas diferentes instâncias de suas vidas, notadamente na atividade profissional, com inúmeros exemplos de pessoas que iniciaram novos trabalhos após a aposentadoria, alguns remunerados outros voluntários. Os entrevistados, muitos gozando de boa saúde, outros convivendo com doenças próprias da idade revelaram muita disposição para desfrutar, intensamente, a longevidade conquistada buscando de forma incansável meios para dar vasão ao capital psicológico e à larga experiência com motivações das mais diferentes como: fugir do tédio, manter-se atualizado, encontrar sentido para a vida, desenvolver contatos com pessoas mais jovens e encontrar o próprio bem-estar
Resumo inglês:This paper comprises a qualitative social research and intends to apprehend the motivations and life perspective of people who are sixty years old or more by interviewing 20 retired person that are still working and who live either in São Paulo or in Coimbra. It aims to understand the elements of interviewee s health life regarding job, leisure, culture, entertainment, travels, hobbies, physical activities as well as their preferences and affinity with their relevant cities. The growth of people who are sixty years old or more, in absolute and relatively parameters, is a global phenomenon which has been boosting very fast. Brazil, which was recently considered a young country, is already classified as the 6th country of the world in terms of ageing rate and has 10% of its population with sixty years of age or more. Applied to São Paulo City, such ageing rate corresponds to one million people. The focus of this paper is to analyze under a different point of view such population share the ones who are sixty years old or more which importance results not only from their growth but mainly from the potential they represent in terms of knowledge, culture, wisdom and experience. The interviews have revealed a new way of life, on which people who are sixty years old or more enjoy their old age considering it as a moment full of opportunities, possibilities and transformation on every aspect of their lives, mainly on their professional activities, bearing in mind that many of them restarted working after retiring. The great majority of the interviewees are healthy, some of them suffer from age illness. Although, all of them showed willingness to enjoy, intensely, their life and to look for alternatives to do it, by running away of boredom, updating themselves, finding an purpose to life, networking young people and finding their own wellbeing