Explorando em campo minado: a sinuosa trajetória intelectual de Manuel Bomfim em busca da identidade nacional

Manoel Bomfim (1868-1932) was for a long time a relegated author, as several interpreters have affirmed. Bomfim went out of the ostracism thanks to initiatives of intellectual entailed to the Estado Novo, (1937-1945), who saw in his thoughts inspiration for the search of the brasilidade roots and fo...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2006
Main Author: Uemori, Celso Noboru
Orientador/a: Almeida, Lúcio Flávio Rodrigues de
Format: Tese
Language:por
Published: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais
Department: Ciências Sociais
Assuntos em Português:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:https://tede2.pucsp.br/handle/handle/3774
Citação:Uemori, Celso Noboru. Explorando em campo minado: a sinuosa trajetória intelectual de Manuel Bomfim em busca da identidade nacional. 2006. 201 f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2006.
Resumo Português:Manoel Bomfim (1868-1932) foi, por diversas vezes, um autor relegado, como afirmaram vários intérpretes. Saiu do ostracismo graças a iniciativas de intelectuais vinculados ao Estado Novo, que viram em seu pensamento inspiração para a busca das raízes da brasilidade e para a exortação do nacionalismo. Mais tarde, intelectuais de esquerda enxergaram a originalidade e a coragem de um pensador da Primeira República que se contrapôs radicalmente aos adeptos do racismo científico, que analisou a história do país revelando o papel do colonialismo ibérico na formação da mentalidade conservadora da classe dominante e revelou os fundamentos econômicos e políticos do atraso do país, afastando-se, assim, da voga do determinismo racial e climático. Hoje, sua obra volta a ser objeto de interesse de pesquisadores acadêmicos e de profissionais da imprensa. As idéias de Bomfim ainda interessam porque sua batalha pela educação e o seu esforço para compreender as raízes do fracasso do país como nação permanecem atuais. Este trabalho gira em torno desses eixos temáticos: 1) como Bomfim se apropriou de idéias e conceitos elaborados, na Europa, com finalidades conservadoras, e os retrabalhou para criticar os dominantes e, também, para pensar a servidão voluntária dos dominados; 2) a importância das idéias de Darwin para a elaboração de noções centrais do pensamento de Bomfim, como a solidariedade, a crítica ao racismo e ao etnocentrismo ocidental e sua posição antibelicista; 3) as ambigüidades do discurso de Bomfim sobre a formação da nacionalidade, frisando que a nação tal qual é descrita no livro A América Latina (1905) não é a mesma que aparece no livro O Brasil na América (1929); 4) a relação dicotômica entre o Estado parasita e sua hospedeira , a nação. À guisa de conclusão, destaco a originalidade de um pensamento que foi se construindo no interior do complexo entrelaçamento entre as opções pessoais do autor e a influência do contexto político e cultural de sua época
Resumo inglês:Manoel Bomfim (1868-1932) was for a long time a relegated author, as several interpreters have affirmed. Bomfim went out of the ostracism thanks to initiatives of intellectual entailed to the Estado Novo, (1937-1945), who saw in his thoughts inspiration for the search of the brasilidade roots and for the exhortation of nationalism. Later, intellectuals of left saw the originality and the courage of a First Republic thinker who opposed radically to the followers of the scientific racism, who analyzed the country's history revealing the Iberian colonialism role in the formation of the conservative mentality of the dominant class and, also, the economic and political foundations of the delay of the country, getting away, this way, of the vogue of the racial and climatic determinism. Nowadays, his work is object of the interest of academic researchers and press professionals. Bomfim's ideas are still important because his battle for the education and his effort to comprehend the reasons of Brazil's failure as a nation. This thesis analyses the following subjects: 1) How Bomfim retook ideas and elaborated concepts, in Europe, with conservative purposes, and re-worked them to criticize the dominant and, as well, to think the voluntary servitude of the dominated; 2) The importance of Darwin's ideas for the development of main concepts of Bomfim's thought, like the solidarity, the criticism to the racism and to occidental ethnocentrism and his anti belligerence position; 3) The ambiguity of Bomfim's speech on the nationality formation, stressing that the nation just as it is described in the book A América Latina (1905) is not the same nation that appears on the book O Brasil na América (1929); 4) the dichotomist relationship between State parasite and its "hostess", the nation.. As a conclusion, I highlight the originality of a thought that built itself inside the complex tangle between the author's personal options and the influence of the political and cultural context of his time