Vegetarianismos: devir-animal e resistências

This dissertation aimed at analyzing the extent to which vegetarianism can be considered a resistance movement in relation to anthropocentrism having as a reference the Nietzschean future philosopher's that is a doctor, a legislator, and an artist. Thus, this research has three movements: sympt...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2018
Main Author: Lopes, Thamirez Lutaif lattes
Orientador/a: Tótora, Silvana Maria Corrêa
Format: Dissertação
Language:por
Published: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais
Department: Faculdade de Ciências Sociais
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:https://tede2.pucsp.br/handle/handle/21874
Citação:Lopes, Thamirez Lutaif. Vegetarianismos: devir-animal e resistências. 2018. 123 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) – Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2018.
Resumo Português:Esta dissertação de mestrado teve por objetivo analisar até que ponto o vegetarianismo pode ser considerado um movimento de resistência em relação ao antropocentrismo tendo como referência a perspectiva de Nietzsche acerca do filósofo do futuro – que é médico, legislador e artista. Assim, esta pesquisa possui três movimentos: sintomatologia, genealogia e tipologia. Na sintomatologia, exploro o vegetarianismo sob a visão do filósofo médico, detectando os fenômenos nos quais os discursos vegetarianos se fundamentam. Na genealogia, exploro o vegetarianismo sob a visão do filósofo legislador, identificando as condutas que originam os fenômenos e as contracondutas correspondentes. Na tipologia, exploro o vegetarianismo sob a visão do filósofo artista, a fim de pensar e escrever o vegetarianismo como uma forma de fazer da própria vida uma obra de arte e uma estética da existência por meio do deviranimal. A metodologia utilizada é voltada para a pesquisa qualitativa e revisão bibliográfica
Resumo inglês:This dissertation aimed at analyzing the extent to which vegetarianism can be considered a resistance movement in relation to anthropocentrism having as a reference the Nietzschean future philosopher's that is a doctor, a legislator, and an artist. Thus, this research has three movements: symptomatology, genealogy and typology. In symptomatology, I explore vegetarianism under the view of the medical philosopher, detecting the phenomena on which vegetarian discourses are based on. In genealogy, I explore vegetarianism under the view of the legislator philosopher, identifying the conducts that originate the phenomena and the corresponding counter-conducts. In typology, I explore vegetarianism under the philosopher artist's vision in order to think and write vegetarianism as a way of making someone's own life a work of art and an aesthetics of existence through becoming-animal. The methodology used is focused on qualitative research and bibliographic review