Cultura, linguagem e o desenvolvimento das crianças surdas

This work aims to investigate the implications of language restriction on human formation, pointing the necessity of creating a language policy for the deaf from early childhood, as a way to ensure effective social participation of deaf people in different cultural spaces: family, community and scho...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2009
Main Author: Santana, Sirlândia Souza lattes
Orientador/a: Arruda, Rinaldo Sérgio Vieira
Format: Dissertação
Language:por
Published: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais
Department: Ciências Sociais
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:https://tede2.pucsp.br/handle/handle/4055
Citação:Santana, Sirlândia Souza. Cultura, linguagem e o desenvolvimento das crianças surdas. 2009. 219 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2009.
Resumo Português:Este trabalho tem como objetivo investigar as implicações da restrição de linguagem na formação humana, apontando para a necessidade da criação de políticas lingüísticas para os surdos a partir da primeira infância, como forma de assegurar a efetiva participação social dos surdos nos diversos espaços culturais: família, comunidade e escola. Toma como foco empírico o desenvolvimento dos processos culturais dos adolescentes surdos no município de Itabuna-BA. Para isso apresenta uma reflexão sobre a linguagem como principal instrumento cultural para o desenvolvimento humano, tendo como marco teórico as concepções de cultura de Geertz; de desenvolvimento humano de Vygotsky; de linguagem de Bakhtin; a concepção de surdez de Sacks e Sá, e o estudo da Língua Brasileira de Sinais-LIBRAS defendida por Quadros & Karnopp, pela possibilidade de compreensão do conceito de desenvolvimento humano que esses posicionamentos teóricos apresentam. A pesquisa apresenta uma abordagem prioritariamente qualitativa, embora faça uso de dados quantitativos de forma complementar. A relevância da pesquisa consiste em elaborar de forma sistemática o conhecimento sobre a surdez, a partir da análise das implicações da ausência da língua na primeira infância e suas conseqüências para o desenvolvimento humano. Pretende-se também contribuir para o desenvolvimento de práticas sociais que reconheçam a necessidade da implantação de uma política lingüística para crianças surdas de 0 a 5 anos. Este estudo alia-se a vários outros reafirmando a compreensão da experiência da surdez como vivência formadora de um universo cultural específico. Tendo a Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) como elemento fundamental de mediação entre a linguagem e o desenvolvimento humano
Resumo inglês:This work aims to investigate the implications of language restriction on human formation, pointing the necessity of creating a language policy for the deaf from early childhood, as a way to ensure effective social participation of deaf people in different cultural spaces: family, community and school. Takes as empirical focus the development of cultural processes of deaf adolescents in the city of Itabuna-BA. To do so, presents a reflection about language as the main cultural tool for human growth, with the theoretical framework the culture conceptions of Geertz; human development of Vygotsky; the language of Bakhtin; the concept of deafness of Sacks and Sá, and the study of Brazilian Sign Language Brazil, defended by Tables & Karnopp, for the possibility of understanding the concept of human development that these theoretical positions present. The research presents an approach preferably qualitative, though make use of quantitative data in a complementary manner. The relevance of the research is to develop, in a systematic way, the knowledge about deafness from the analysis of the language absence implications in early childhood and its consequences for human development. It is also intended to contribute for the social development practices that recognize the necessity of implementing a linguistic policy for deaf children from 0 to 5 years. This study combines to several others, confirming the understanding of the deafness experience as formative experience of a specific cultural universe. Having the Brazilian Sign Language (LIBRAS) as fundamental element of mediation between the language and the humane development