A fisioterapia em dupla mão: a percepção do fisioterapeuta sobre o corpo humano

The human construction process is related to social issues and takes place in relationship with others through the body. So too is the relationship of therapist and patient. This study was aimed at seeking physical therapists' perceptions about the human body and how these perceptions affect th...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2011
Main Author: Bonatti, Reginaldo Antolin lattes
Orientador/a: Concone, Maria Helena Villas Bôas
Format: Tese
Language:por
Published: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais
Department: Ciências Sociais
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:https://tede2.pucsp.br/handle/handle/3340
Citação:Bonatti, Reginaldo Antolin. A fisioterapia em dupla mão: a percepção do fisioterapeuta sobre o corpo humano. 2011. 177 f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2011.
Resumo Português:O processo da construção humana está relacionado ao social e se realiza na relação com os outros por meio do corpo. Assim também é a relação de terapeuta e paciente. O presente estudo teve como objetivo buscar a percepção dos fisioterapeutas sobre o corpo humano e como estas percepções interferem no processo terapêutico. Como método de trabalho, utilizou-se a pesquisa qualitativa e a coleta de dados por intermédio de entrevista semi estruturada. Foram entrevistados 12 fisioterapeutas em clínicas e hospitais. O critério de inclusão considerou profissionais devidamente habilitados e que exerciam suas atividades em hospitais e/ou clínicas. Após a degravação das entrevistas, a análise de dados foi realizada por meio de categorias analíticas. O estudo permitiu encontrar as seguintes percepções: o tema proposto não é objeto de reflexão usual dos profissionais; a idade, gênero, tempo de formação e atuação não são fatores diferenciais para a percepção do fisioterapeuta; a área de atuação interfere na percepção, os profissionais que trabalham em hospitais e em Unidades de Terapia Intensiva apresentam uma percepção mais centrada nos conceitos mecanicistas e cartesianos; existe uma dupla mão na percepção do corpo e do indivíduo: a visão primária os considera na forma física e fisiológica, porém há a incorporação da visão mental, emocional e social, desta forma a necessidade da visão mais humanizada e integral no tratamento com o paciente também foi percebida; o fisioterapeuta percebe que não está totalmente preparado para trabalhar as transformações que ocorrem com o paciente em conseqüência do processo terapêutico e apontam para a necessidade de uma melhor formação na graduação
Resumo inglês:The human construction process is related to social issues and takes place in relationship with others through the body. So too is the relationship of therapist and patient. This study was aimed at seeking physical therapists' perceptions about the human body and how these perceptions affect the therapeutic process. As a working method, we used qualitative research and data collection through semi-structured interview. We interviewed 12 physical therapists in clinics and hospitals. The inclusion criteria considered legally qualified professionals and that performed their activities in hospitals and/or clinics. After transcribing the interviews, data analysis was performed using the analytical categories. The study allowed to find the following insights: the proposed theme is not subject to the usual reflection of professionals; age, gender, time of training and performing are not differentiating factors for the perception of the physical therapist; the area of operation interferes with the perception, professionals working in hospitals and intensive care units have a more perception focused on Cartesian and mechanistic concepts; there is a two way in the perception of the body and the individual: the primary vision is focused on physical and physiological issues, but there is a merger of view on issues mental, emotional and social, thus the need for humanistic and comprehensive vision in dealing with the patient also was noted; the physical therapist realizes that he is not fully prepared to work the changes that occur with the patient as a result of the therapeutic process and point to the need for better training at the university