Complexidade e sustentabilidade: a revista Pesquisa FAPESP e a produção dos saberes

Since 1990, reports of the Intergovernmental Panel on Climate Change from UN state that there has been a process of global warning related to the increase in gases emission produced by human activities. According to reports, if there isn't a significant reduction in such emissions in a short an...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2010
Main Author: Costa, Gláucia Elaine da lattes
Orientador/a: Carvalho, Edgard de Assis
Format: Tese
Language:por
Published: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Programa: Ciências Sociais
Department: Ciências Sociais
Assuntos em Portugês:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://tede2.pucsp.br/handle/handle/2168
Citação:Costa, Gláucia Elaine da. Complexity and sustainability: the magazine Pesquisa FAPESP and the production of the knowleges. 2010. 226 f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2010.
Resumo Português:Os relatórios do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas da ONU, a partir de 1990, afirmam que está ocorrendo um processo de aquecimento global relacionado ao aumento da emissão de gases produzidos pelas atividades humanas. Segundo os relatórios, caso não haja uma significativa diminuição nessas emissões a curto e médio prazo, a vida no planeta corre o risco de extinção. Não é possível tratar as questões ambientais apenas com base em seus aspectos físicos ou biológicos, pois os problemas socioambientais são complexos, causados por pessoas e relacionados às questões sociais, políticas, econômicas e culturais, por isso exigem uma perspectiva complexa transdisciplinar de análise. Os problemas socioambientais gerados por um grupo humano específico geram reflexos que não se limitam às fronteiras dos países, mas ganham dimensões globais, o que pressupõe que estratégias de sustentabilidade sejam voltadas a uma sociedade global sustentável. Por ser a ciência e a tecnologia o cerne da racionalidade do modo de produção, hoje hegemonicamente capitalista, e as principais mediadoras entre os seres humanos e os recursos naturais, a busca da sustentabilidade socioambiental pressupõe uma reorientação nas políticas científicas e tecnológicas. Com o objetivo de avaliar o nível de comprometimento das políticas científicas e tecnológicas no Brasil com a sustentabilidade socioambiental e avaliar se há uma perspectiva complexa transdisciplinar nas estratégias voltadas à sustentabilidade, foi eleita como objeto de análise a revista Pesquisa FAPESP, por ser o principal canal de comunicação da FAPESP, a principal agência pública de fomento a pesquisa do Estado de São Paulo, o estado brasileiro que representa sozinho mais da metade de toda a produção científica e tecnológica nacional. A revista demonstra aspectos que não se apresentam nos bancos de dados estatísticos da FAPESP, como o discurso da fundação, as pesquisas fomentadas que a FAPESP elege como mais notórias, e sua forma de comunicação com a comunidade científica e a população em geral. A revista foi analisada de forma qualitativa por meio da avaliação dos dez primeiros anos de suas publicações e dos quatro anos do informativo Notícias FAPESP que a antecede, e do qual ela é fruto de uma evolução editorial. A análise buscou identificar se a revista apresenta pesquisas voltadas à sustentabilidade socioambiental e se estas são transdisciplinares. Os resultados obtidos verificam que ao longo dos últimos catorze anos a revista aumentou muito a visibilidade das pesquisas voltadas à sustentabilidade socioambiental, mas essa importância dada às pesquisas em sustentabilidade ocorre tardiamente e mostra projetos desarticulados e não transdisciplinares, sem uma orientação política de projeto comum orientada à construção de uma sociedade sustentável
Resumo inglês:Since 1990, reports of the Intergovernmental Panel on Climate Change from UN state that there has been a process of global warning related to the increase in gases emission produced by human activities. According to reports, if there isn't a significant reduction in such emissions in a short and medium term, life is in danger of extinction in our planet. It's impossible to deal with environmental issues based solely on their physical and biological aspects, as the socioenvironmental problems are complex, caused by people and related to social, political, economic and cultural issues. Therefore, they require a multidisciplinary complex approach analysis. The socioenvironmental issues generated by a specific human group generate reflexes which aren't confined to national borders, but they gain global dimensions what implies sustainable strategies aimed at a sustainable global society. Being science and technology the core of rationality of means of production, now capitalist, and the main mediators between humans and natural resources, the pursuit of environmental sustainability implies a reorientation of scientific and technological policies. Aiming to assess the level of commitment of scientific and technological policies with socioenvironmental sustainability in Brazil and also assess whether there is a complex interdisciplinary perspective in strategies aimed at sustainability, it was selected as object of analysis the magazine Pesquisa FAPESP, as it is the main mean of communication of FAPESP which is the main public agency to promote researches in the state of São Paulo, the Brazilian state which alone represents more than half of all national scientific and technological production. The magazine shows aspects which are not shown in statistical database from FAPESP, as the discourse of the foundation, the fostered research that FAPESP chooses as the most notorious, and its way of communicating with scientific community as well as population in general. The magazine was analyzed qualitatively by evaluating the first ten years of its publications and four years of FAPESP News informative which precedes and it is the result of editorial changes. The analysis sought to identify whether the magazine presents researches aimed at environmental sustainability and whether they are transdisciplinary. The results verify that over the past fourteen years magazine increased the visibility of the research greatly focused on environmental sustainability, however, the importance given to studies in sustainability has occurred late and shows disjointed projects and not transdisciplinary, without political guide of ordinary project aimed at building a sustainable society