De Mário de Andrade ao Pavilhão das Culturas Brasileiras: mudanças nas práticas institucionais de guarda da cultura popular

The purpose of this research is to investigate the process of transformations undergone in contemporary society in regard to the recognition of cultural diversity and plurality amongst institutions that house popular culture collections. Through the historic trajectory of the collections of the Folk...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2016
Main Author: Cerqueira, Vera Lúcia Cardim de lattes
Orientador/a: Mira, Maria Celeste
Format: Tese
Language:por
Published: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais
Department: Faculdade de Ciências Sociais
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:https://tede2.pucsp.br/handle/handle/18790
Citação:Cerqueira, Vera Lúcia Cardim de. De Mário de Andrade ao Pavilhão das Culturas Brasileiras: mudanças nas práticas institucionais de guarda da cultura popular. 2016. 232 f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2016.
Resumo Português:Este trabalho de pesquisa se propôs a investigar os desdobramentos das transformações ocorridas na sociedade contemporânea em relação ao reconhecimento da pluralidade e diversidade cultural no âmbito de instituições voltadas à guarda de coleções de cultura popular. Por meio do percurso histórico das coleções da Missão de Pesquisas Folclóricas de 1938, idealizada por Mário de Andrade, e do Museu de Folclore, constituído por Rossini Tavares de Lima, ambas pertencentes ao município de São Paulo, examinou-se a substituição do uso do conceito de folclore para o de cultura popular (ou culturas populares) e as alterações no campo da Museologia. Para tanto, foram analisadas as experiências que serviram de parâmetro para o pensamento brasileiro nesse universo temático, especificamente o trabalho de Georges Henri Rivière, a trajetória do Museu Nacional de Artes e Tradições Populares de Paris e a ideia de museologia social. Após o estudo, verificou-se uma ambiguidade entre o tratamento das coleções e o discurso contemporâneo em que a diversidade cultural é reconhecida e celebrada, inclusive, por meio de políticas públicas específicas. Mostrou-se acertada a hipótese de que, apesar da constituição de novas instituições, como o Pavilhão das Culturas Brasileiras, o processo de valorização da cultura popular nos espaços de guarda se caracteriza mais por uma apropriação e adequação de discurso do que por um rompimento efetivo de fronteiras ou de uma reorganização do campo de atuação
Resumo inglês:The purpose of this research is to investigate the process of transformations undergone in contemporary society in regard to the recognition of cultural diversity and plurality amongst institutions that house popular culture collections. Through the historic trajectory of the collections of the Folklore Research Mission of 1938, conceived by Mário de Andrade, and of the Folklore Museum, established by Rossini Tavares de Lima, both belonging to the municipality of São Paulo, the replacement of the use of the concept of folklore for that of popular culture (or popular cultures) as well as alterations in the field of Museology were examined. For this purpose, the experiences that served as guidelines for the Brazilian theorization in this field were analyzed, specifically the work of Georges Henri Rivière, the trajectory of the National Museum of Popular Arts and Traditions in Paris and the idea of social museology. The conclusion of this study ascertains that there is an ambiguity between the treatment of the collections and the contemporary discourse in which cultural diversity is recognized and celebrated, even in specific public policies. This research confirms the hypothesis that, despite the establishment of new institutions, such as the Pavilion of Brazilian Cultures, the process of valuing popular culture in places that house collections is characterized more by an appropriation and an alignment of discourse rather than by an effective rupture of boundaries or a reorganization of the field of work