Docentes de IPES de São Paulo em tempos de precarização das relações de trabalho e mercantilização do ensino

The study of the precarization of the professors work relations is meaningful since it enables us to connect education and work, two fundamental axes for the comprehension of our society and its inequalities. In this essay, we focus on the case of the professors in private institutions of higher edu...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2014
Main Author: Oliveira, Débora Lessa de Azevedo Corrêa de lattes
Orientador/a: Almeida, Lúcio Flávio Rodrigues de
Format: Dissertação
Language:por
Published: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais
Department: Ciências Sociais
Assuntos em Portugês:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:https://tede2.pucsp.br/handle/handle/3566
Citação:Oliveira, Débora Lessa de Azevedo Corrêa de. Docentes de IPES de São Paulo em tempos de precarização das relações de trabalho e mercantilização do ensino. 2014. 145 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2014.
Resumo Português:O estudo da precarização das relações de trabalho dos docentes é relevante ao tornar possível, por exemplo, relacionar dois eixos fundamentais para a compreensão de nossa sociedade e de suas desigualdades: educação e trabalho. Nesta dissertação, centramos o foco no caso dos docentes das Instituições Privadas de Ensino Superior IPES de São Paulo. O processo de precarização de trabalho nas IPES é a reverberação de três importantes mudanças: 1) transformações no chão de fábrica, com o desenvolvimento do Taylorismo/Fordismo e do Toyotismo ao longo do século XX; 2) modificações estruturais e de diretrizes no ensino superior brasileiro, principalmente de meados do referido século até hoje; 3) consolidação do neoliberalismo. A expansão das IPES é portadora de uma contradição potencial na medida em que submete a um despotismo universitário amplos contingentes de trabalhadores portadores de uma formação crítica, ao mesmo tempo em que promete a milhões de estudantes perspectivas de carreira difíceis de se realizarem. Até o momento, estas contradições não se explicitaram, o que não significa que isto não venha a ocorrer
Resumo inglês:The study of the precarization of the professors work relations is meaningful since it enables us to connect education and work, two fundamental axes for the comprehension of our society and its inequalities. In this essay, we focus on the case of the professors in private institutions of higher education - IPES - of São Paulo. The process of the work precarization in the IPES is a reflex of three important changes: 1) Transformations on the factories manufacturing floor with the development of Taylorism/ Fordism and Toyotism during the XX century; 2) Structural and policy changes on Brazilian high education system, mainly from the middle of the aforementioned century to nowadays; 3)Consolidation of neoliberalism. The expansion of the IPES carries a potential contradiction insofar as it submits a wide contingent of critical thinking workers to what we could call a university despotism at the same time that it promises millions of students practically unatainable career prospects. These contradictions have not yet become apparent so far, but there is a high possibility that they will become a reality in the near future