Imagens da metrópole no cinema brasileiro

This thesis argues the images of the metropolis constructed by the contemporary Brazilian cinema. The analysis foresees at least three elements that are on the basis of this cinema: (1) the fi lm as an intellectual experience and mediation; (2) the necessity to consider the fi lm form as a fundament...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2008
Main Author: Alencar, Marlivan Moraes de
Orientador/a: Borelli, Silvia Helena Simões
Format: Tese
Language:por
Published: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais
Department: Ciências Sociais
Assuntos em Portugês:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:https://tede2.pucsp.br/handle/handle/3936
Citação:Alencar, Marlivan Moraes de. Imagens da metrópole no cinema brasileiro. 2008. 334 f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2008.
Resumo Português:Esta tese discute as imagens da metrópole construídas pelo cinema brasileiro contemporâneo. A análise prevê pelo menos três elementos que lhe servem de base: (1) o fi lme como pensamento e mediação; (2) a necessidade de considerar a forma fílmica como fundamental na construção dessa mediação e (3) a cidade como um ambiente mobilizado pela interação entre as pessoas e o espaço modifi cado. Para o estudo foram selecionados quatro longasmetragens de fi cção, dirigidos por jovens cineastas originários de estados diferentes: O invasor (São Paulo, 2001) de Beto Brant, O homem que copiava (Rio Grande do Sul, 2002) de Jorge Furtado; Amarelo manga (Pernambuco, 2002) de Cláudio Assis e O outro lado da rua (Rio de Janeiro, 2004), dirigido por Marcos Bernstein. Trata-se de entender as imagens como capazes de acionar imaginários, e de assumir com questionamento motivador desta tese a pergunta sobre o quê e de que modo os fi lmes estão pensando a vida na metrópole. A análise se estrutura a partir das relações entre sujeitos/personagens e ambiente urbano, tomadas como linhas de força a defi nir cidades conceituais identifi cadas através dessas relações. A postura teórica adotada assume um caráter multidisciplinar como condição necessária para o processo analítico, agenciando áreas como antropologia, sociologia, fi losofi a e teoria do cinema entre outras. A tese se divide em três capítulos: o primeiro discute O invasor e O homem que copiava como fi lmes que se assemelham por estruturarem uma idéia de cidade que está em devir, em processo de transformação entre o virtual e o atual, daí seu título: A cidade virtual ; o segundo A cidade à (ou na) deriva aborda o longa pernambucano como um fi lme composto por imagens à deriva que buscam comprovar a tese de seu diretor sobre a miséria do homem; e o terceiro capítulo, Cidade-corpo , considera que o fi lme de Bernstein, através de uma decupagem clássica, aproxima sua protagonista da metrópole de modo a confi gurar entre elas uma relação de quase indissociabilidade
Resumo inglês:This thesis argues the images of the metropolis constructed by the contemporary Brazilian cinema. The analysis foresees at least three elements that are on the basis of this cinema: (1) the fi lm as an intellectual experience and mediation; (2) the necessity to consider the fi lm form as a fundamental element in the construction of this mediation; and (3) the city as an environment mobilized for the interaction between the people and the modifi ed space. For the present study it was selected four feature fi lm fi ctions, directed by young movie makers from different Brazilian states: O Invasor (2001), of Beto Brant, O homem que copiava (Rio Grande do Sul, 2002), of Jorge Furtado; Amarelo Manga (Pernambuco, 2002), of Cláudio Assis;; and, O outro lado da rua (Rio de Janeiro, 2004), directed by Marcos Bernstein. All of them deal with the comprehension of the images as something capable to set the imaginary, and, to assume with the motivational questionings of this thesis the inquiries on what and how these movies are thinking the life in metropolis. The analysis is structured from the relationship between subject/personage and the urban environment, considered as force lines to defi ne conceptual cities identifi ed by those relationships. The adopted theoretical position assumes a multidisciplinary character as a necessary condition for the analytical process, connected to areas such as Anthropology, Sociology, Philosophy and Cinema Theory, among others. The thesis is divided in three chapters: the fi rst one is a discussion that considers O invasor (2001) and O homem que copiava (2002) as similar movies since they have a structural similarity, which is the point of view of the metropolis as a place still under construction, a process of transformation between the virtual and the reality; and for this reason the chapter is titled Virtual city . The second chapter titled The city to drift (adrift) approaches the fi lm feature from Pernambuco as a movie composed by floating images that try to prove the thesis of its director about the misery in man s life. Finally, the third chapter, titled The body-city , considers that the movie of Bernstein, through a classic decoupage, approaches its protagonist to the metropolis in order to con- fi gure among them an almost indissociated relationship