A construção do discurso sobre a reforma política nos editoriais dos jornais Folha de S.Paulo e o Estado de S. Paulo durante os governos Lula I e II (2003-2010)

The debate on the crisis of political parties, institutions and democracy remained on the agenda of contemporary political science studies throughout the last century. In the last decades, the perception of fragile political representation, anti-party sentiment and distrust in the institutions has b...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2017
Main Author: Oliveira, Merilyn Escobar de lattes
Orientador/a: Chaia, Vera Lucia Michalany
Format: Tese
Language:por
Published: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais
Department: Faculdade de Ciências Sociais
Assuntos em Portugês:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:https://tede2.pucsp.br/handle/handle/20787
Citação:Oliveira, Merilyn Escobar de. A construção do discurso sobre a reforma política nos editoriais dos jornais Folha de S.Paulo e o Estado de S. Paulo durante os governos Lula I e II (2003-2010). 2017. 151 f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2017.
Resumo Português:O debate sobre a crise dos partidos políticos, instituições e democracia permaneceu na agenda de estudos da ciência política contemporânea, durante todo o século passado. Nas últimas décadas, o aumento da percepção sobre a frágil representação política, o sentimento antipartidário e a desconfiança nas instituições foram os assuntos que alimentaram a pauta dos meios de comunicação, do cenário político e da vida social. As denúncias de irregularidades, corrupção, fraudes, privilégios dos políticos e partidos tornaram-se frequentes nos noticiários brasileiros. E é neste cenário da política nacional, que surge o tema da reforma política como um “remédio” para todos os males do sistema eleitoral de nosso país. Por ocasião da crise política, de 2005 e 2006, que atingiu o Partido dos Trabalhadores (PT) na legislatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, sobre a existência de um “caixa dois” (financiamento ilegal), e do pagamento em troca de apoio político (“mensalão”), vieram à tona falhas já cristalizadas no sistema político brasileiro. Como pano fundo, evidenciou-se a fragilidade da legislação sobre as contribuições partidárias, a fragmentação no Congresso Nacional e os debates acalorados sobre o combate à corrupção no governo. O presente trabalho analisa os editoriais dos jornais Folha de S. Paulo e O Estado de S. Paulo no período entre 2003 a 2010 que corresponde à gestão petista no Governo Federal; nossa intenção foi compreender como se deu a abordagem, o enquadramento (framing) e a construção do discurso sobre a reforma política em debate no Congresso Nacional, na ocasião das atividades da Comissão Especial da Reforma Política e da Comissão de Constituição Justiça e Cidadania (CCJ)
Resumo inglês:The debate on the crisis of political parties, institutions and democracy remained on the agenda of contemporary political science studies throughout the last century. In the last decades, the perception of fragile political representation, anti-party sentiment and distrust in the institutions has been the subject matter of the media, the political scene and social life. The reports of irregularities, corruption, fraud, privileges of politicians and parties became frequent in the Brazilian news. And it is in this scenario of national politics that the theme of political reform emerges as a "remedy" for all the evils of our country's electoral system. On the occasion of the political crisis of 2005 and 2006, which reached the Partido dos Trabalhadores (PT) in the legislature of former President Luiz Inacio Lula da Silva, on the existence of a "caixa dois" (illegal financing), and Exchange of political support ("mensalão"), flaws already crystallized in the Brazilian political system. The fragility of the legislation on party contributions, the fragmentation in the National Congress and the heated debates on the fight against corruption in government were highlighted. The present work analyzes the editorials of the newspapers Folha de S. Paulo and O Estado de S. Paulo in the period between 2003 and 2010, that corresponds to the PT management in the Federal Government; our intention was to understand how the approach, the framing and the construction of the discourse on the political reform in debate in the National Congress, during the activities of the Special Commission of Political Reform and the Commission of Constitution Justice and Citizenship (CCJ)