Política e controle do crime: a Indústria da Tolerância em Manaus

Viewing the role of media in disseminating the crime in Manaus, will be analyzed the role played by newspapers "Ten minutes" and "Manaus today" which sell their copies a day for those who live in areas of the city's outskirts, publishing news punishable acts that occurred in...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2012
Main Author: Mota, Guilherme Gustavo Vasques
Orientador/a: Oliveira, Salete lattes
Format: Dissertação
Language:por
Published: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Programa: Ciências Sociais
Department: Ciências Sociais
Assuntos em Portugês:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://tede2.pucsp.br/handle/handle/2341
Citação:Mota, Guilherme Gustavo Vasques. Política e controle do crime: a Indústria da Tolerância em Manaus. 2012. 319 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2012.
Resumo Português:Visualizando a atuação dos meios de comunicação na veiculação da criminalidade em Manaus, se analisa o papel desempenhado pelos jornais Dez minutos e Manaus hoje que têm como principal público-alvo , habitantes as áreas de periferia da cidade, publicando notícias sobre atos puníveis ocorridos nessas áreas. Nas páginas dos jornais, diariamente, se verifica a exposição das pessoas envolvidas nesses fatos como pestes e a proposta de tratamento dessas, pelo estabelecimento de um regime de tolerância zero . A presente dissertação pretende comprovar que esta atuação dos jornais é orientada pela racionalidade neoliberal, os diagramas de poder da sociedade de controle e as políticas criminais Lei e ordem e Tolerância zero , que propõe um regime que abrange toda a sociedade, em que se pune qualquer desvio, algo que está em pleno funcionamento nas principais democracias neoliberais na atualidade. Nas áreas de periferia, onde a criminalidade relaciona-se a questões socioeconômicas, os efeitos da Tolerância zero são mais sentidos produzindo uma fratura exposta na atual sociedade da tolerância enraizada no universalismo internacional, produzindo a nova figuração das pestes da criminalidade no neoliberalismo. Os jornais, assim, atuam como agenciadores dos processos de subjetivação dos leitores e trazem diferentes táticas para assujeitar habitantes das periferias, pela difusão da tolerância zero como forma ideal de combate à criminalidade nessas áreas, permitindo também a expansão de uma Indústria da Tolerância em Manaus que enriquece com o relato da punição
Resumo inglês:Viewing the role of media in disseminating the crime in Manaus, will be analyzed the role played by newspapers "Ten minutes" and "Manaus today" which sell their copies a day for those who live in areas of the city's outskirts, publishing news punishable acts that occurred in these areas. In the pages of newspapers, every day, there is the exposure of people involved in these events as "pests" and the proposed treatment of these, by establishing a system of "zero tolerance". This thesis attempts to prove that the performance of newspapers is driven by neoliberal rationality, power diagrams of the control society and the criminal policies "Law and Order" and "Zero Tolerance", which proposes a scheme covering the whole society in that punishes any deviation, which is in full operation in the main neoliberal democracies today. In peripheral areas, where crime is related to socio-economic, the effects of "zero tolerance" are more improved in way that produces a fracture in the current "tolerant society" rooted in international universalism, producing a new figuration of the crime pests in neoliberalism. The papers thus act as agents of the subjective processes of readers and bring different tactics to determine the behavior of those who inhabit the suburbs, by the spread of "zero tolerance" as the ideal way to fight crime in these areas, allowing the expansion of an "Tolerance Industry" in Manaus that enriches with the report of the punishment