Trabalho docente em tempos de mundialização do capital um estudo no âmbito do Serviço Social: microrregional de São José do Rio Preto ABEPSS Sul II - 2012/2014

The present thesis has like object of research the conditions of professor work in the Social Work: micro-region of São José do Rio Preto - ABEPSS South II (2012-2014), in order to understand the implications of the determinants of international organizations (BM and FMI), the reform of Brazilian Un...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2014
Main Author: Benatti, Lucimara Perpétua dos Santos lattes
Orientador/a: Silva, Maria Lucia Carvalho da
Format: Tese
Language:por
Published: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social
Department: Serviço Social
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:https://tede2.pucsp.br/handle/handle/17683
Citação:Benatti, Lucimara Perpétua dos Santos. Professor work in times of capital globalization a studyin the Social Work: micro-region of São José do Rio Preto-ABEPSS South II - 2012/2014. 2014. 257 f. Tese (Doutorado em Serviço Social) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2014.
Resumo Português:A presente Tese tem como objeto de pesquisa as condições do trabalho docente no âmbito do Serviço Social: microrregional de São José do Rio Preto ABEPSS Sul II (2012-2014), objetivando compreender as implicações que os determinantes dos organismos internacionais (BM e FMI), das Reformas da Educação Superior Brasileira têm sobre o trabalho docente e as implicações para a formação profissional em Serviço Social. Nesse sentido, apresenta como hipótese central que estes determinantes definem as condições precárias do trabalho docente no Serviço Social. Do ponto de vista teórico, utilizamos as referências bibliográficas definindo as bases conceituais da Tese referente à categoria trabalho em sentido ontológico marxiano, a mundialização do capital, o Estado Neoliberal e a Política de contrarreforma da Educação Superior no Brasil. E, no âmbito do Serviço Social, referências de autores com publicações sobre o aspecto da profissão, formação profissional e sobre a ABEPSS. Os procedimentos metodológicos foram de abordagem quanti-qualitativa, através do envio do questionário por meio eletrônico e respondido por 20 sujeitos (docentes assistentes sociais) e através de entrevistas semiestruturadas realizadas com 09 docentes 06 docentes coordenadores de curso das UFAs da microrregional estudada e 03 destes com atuação nos Programas de Pós-Graduação e vinculados à ABEPSS, através de dois roteiros diferentes. Procedeu-se a transcrição, organização e a análise dos conteúdos significativos extraídos das entrevistas. Os principais resultados da pesquisa quantitativa foram que 30% dos docentes estão sem vínculos empregatícios atestando a precariedade da condição do trabalho docente; a dimensão da extensão e da pesquisa na maioria das UFAs é incipiente, priorizando-se apenas o ensino, reforçando, portanto a dissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão; a participação de 40% dos docentes no curso da ABEPSS Itinerante denota o comprometimento com a formação profissional continuada e com a construção de estratégias de luta e resistência às precárias condições do trabalho docente. Contudo, a pesquisa qualitativa apresentou que a sociabilidade burguesa não consegue destituir a fala e a luta dos docentes entrevistados, mesmo sob as determinações do mundo do trabalho na era da acumulação flexível, da mundialização do capital
Resumo inglês:The present thesis has like object of research the conditions of professor work in the Social Work: micro-region of São José do Rio Preto - ABEPSS South II (2012-2014), in order to understand the implications of the determinants of international organizations (BM and FMI), the reform of Brazilian University Education have on the professor work and the implications for the professional formation in Social Work. In this sense, has as its central hypothesis that these determinants define the precarious conditions of the professor in Social Work. In the theoretical point of view, we use the references defining the conceptual basis of the thesis concerning the work category in Marxian ontological sense, the capital globalization, the Neoliberal State and the politic of counter-reform of Higher Education in Brazil. And, in the Social Work authors references with publications on the aspect of the profession, formation professional and about the ABEPSS. The methodological procedures were quantitative-qualitative approach, by sending the questionnaire by e-mail and answered by 20 subjects (professor of social workers) and through semi-structured interviews with 09 teachers - 06 teachers are course coordinators of the UFAS microregional studied and 03 those acting on the Post-Graduate Programs and ABEPSS members, made by two different routes. We proceeded to transcription organization and analysis of meaningful content extracted from the interviews. The main results of the quantitative survey were that 30 % of teachers are without employment contracts - attesting to the precarious condition of the professor work; the size of the extension and research in most UFAS is incipient, prioritizing only the teaching, strengthening, so the dissociation between teaching, research and university extension; the participation of 40 % of the professors in the ABEPSS itinerant courses denotes a commitment to continuing professional education and to building strategies of struggle and resistance to the precarious conditions of professor work. However, the qualitative research showed that the bourgeois sociability can not remove speech and struggle of the professor interviewed, even under the determinations of the working world in the era of flexible accumulation, of the capital globalization