Microrresistência no cotidiano da prática pedagógica docente no curso de graduação em Serviço Social

In this thesis, we start from the assumption that daily micro-resistance, a term forged from the thinking of Michel de Certeau (2013), is a perspective capable of allowing, perceiving and capturing what is happening in social and institutional spaces through tactics silent and subtle ones that act o...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2018
Main Author: Silva, Ivonete da
Orientador/a: Rodrigues, Maria Lúcia
Format: Tese
Language:por
Published: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social
Department: Faculdade de Ciências Sociais
Assuntos em Portugês:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:https://tede2.pucsp.br/handle/handle/21223
Citação:Silva, Ivonete da. Microrresistência no cotidiano da prática pedagógica docente no curso de graduação em Serviço Social. 2018. 174 f. Tese (Doutorado em Serviço Social) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2018.
Resumo Português:Nesta tese, partimos do pressuposto de que as microrresistências cotidianas, termo forjado a partir do pensamento de Michel de Certeau (2013), constitui-se em perspectiva capaz de permitir, perceber e captar o que se passa nos espaços sociais e institucionais através de táticas silenciosas e sutis que atuam sobre o sistema dominante, interferindo fortemente sobre seus próprios objetivos ou propósitos. Sugere o autor “jogar o jogo” através da astúcia para, por dentro da ordem instituída, produzir a própria resistência e as pequenas e grandes transformações. Trata-se de uma ação política e de competência a qual balizaremos nossa argumentação sobre o objeto desta pesquisa: o cotidiano da prática pedagogia do docente nas Instituições de Ensino Superior da Rede Privada na cidade de São Paulo – IES-RP/SP. Nossa intenção consiste em analisar as táticas utilizadas por docentes inseridos em 02 IES-RP/SP, identificadas ativas no Ministério de Educação e Cultura – MEC entre maio de 2015 a fevereiro de 2016; identificar o docente como sujeitos determinantes que metaforizam a ordem dominante, transformando e materializando, ainda que numa independência relativa, seu compromisso com uma formação de qualidade, reiterando o projeto da profissão em oposição a ideia mercadológica de educação. Como sujeitos desta pesquisa, entrevistamos professores assistentes sociais que exercem a prática pedagógica docente em IES/RP-SP, com cursos presenciais de Graduação em Serviço Social. Como abordagem metodológica optamos pela perspectiva multidimensional apresentada por Morin (2013), construindo o caminho do método no processo de desenvolvimento da pesquisa, articulando diferentes conhecimentos correlatos ao objeto de estudo como, por exemplo, a Micro-História, apresentada por Barros (2013). Dentre os resultados, foi possível identificar nas narrativas dos docentes axiomas de continuidade, resistências, oposições, interações, fruição, criatividade no diagrama das trocas culturais em um movimento hologramático e recursivo, conferindo aos espaços anônimos novas formas de resistência, reveladas assim, nas microrresistências
Resumo inglês:In this thesis, we start from the assumption that daily micro-resistance, a term forged from the thinking of Michel de Certeau (2013), is a perspective capable of allowing, perceiving and capturing what is happening in social and institutional spaces through tactics silent and subtle ones that act on the dominant system, interfering heavily on their own goals or purposes. It suggests that the author "play the game" through cunning to, within the established order, produce his own resistance and small and great transformations. It is a political action and competence that we will base our argument on the object of this research: the daily practice of teaching pedagogy in the Institutions of Higher Education of the Private Network in the city of São Paulo - IES-RP / SP. Our intention is to analyze the tactics used by teachers inserted in 02 IES-RP / SP, identified active in the Ministry of Education and Culture - MEC between May 2015 and February 2016; to identify the teacher as determining subjects that metaphorize the dominant order, transforming and materializing, albeit in relative independence, their commitment to a quality education, reiterating the project of the profession in opposition to the marketing idea of education. As subjects of this research, we interviewed social assistant teachers who carry out the pedagogical teaching practice at IES / RP-SP, with on-site courses of Undergraduate Social Work. As a methodological approach, we opted for the multidimensional perspective presented by Morin (2013), constructing the method path in the research development process, articulating different correlated knowledge to the object of study, such as Microhistory, presented by Barros (2013) . Among the results, it was possible to identify in the teachers' narratives axioms of continuity, resistances, oppositions, interactions, fruition, creativity in the diagram of cultural exchanges in a hologramatic and recursive movement, conferring to the anonymous spaces new forms of resistance, thus revealed, in the microresistences