Homo speculum: reflexos do corpo

Societies can be studied by analyzing various aspects. How individuals organize themselves politically; how they eat; how they treat the environment; how they have sex. I have chosen to analyze what the body of man can say about society. I seek to analyze throughout history, relevant aspects that ch...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2018
Main Author: Moreira, Júlio Carlos de Oliveira lattes
Orientador/a: Carvalho, Edgard de Assis
Format: Tese
Language:por
Published: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais
Department: Faculdade de Ciências Sociais
Assuntos em Português:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:https://tede2.pucsp.br/handle/handle/21296
Citação:Moreira, Júlio Carlos de Oliveira. Homo speculum: reflexos do corpo. 2018. 315 f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) – Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2018.
Resumo Português:As sociedades podem ser estudadas analisando vários de seus aspectos. Como os indivíduos se organizam politicamente; como comem; como tratam o meio ambiente; como fazem sexo. Eu escolhi analisar o que o corpo do homem pode falar sobre a sociedade. Busco analisar ao longo da história, aspectos relevantes que caracterizaram a importância do corpo do homem. Uma trajetória de fatos e opiniões que nortearam o mundo ocidental. Quando se fala no corpo do homem, ainda hoje, ele é um termo sinônimo do corpo humano. Apesar de sua posição privilegiada em relação à mulher durante séculos, esse homem moderno vive os extremos da hierarquia social. Ocupa ao mesmo tempo os maiores cargos políticos e econômicos pelo globo, mas também representa o maior contingente de presos nas prisões. O homem atual é um ser que vive pressões sociais devido aos novos papéis assumidos pela mulher desde a segunda metade do século passado e desafios impostos pela vida moderna. Ele tenta localizar qual a sua posição nessa nova sociedade. Uma sociedade do desempenho atrelado à lógica do consumo como nos ensinam Bauman e Byung-Chul. Como um voyeur social miro o corpo do homem para entender as lógicas que norteiam o nosso comportamento nessa segunda metade do século XXI, onde conceitos como privacidade se alteram com o fortalecimento das redes sociais. Uma nova sociedade da exibição, onde o corpo passa a ser uma mercadoria a ser trabalhada para criar uma identidade pretendida do indivíduo. E que gera insatisfações para quem não atinge os modelos idealizados por essa sociedade. Mas também ansiedade entre aqueles que obtiveram os padrões valorizados e não desejam perde-los
Resumo inglês:Societies can be studied by analyzing various aspects. How individuals organize themselves politically; how they eat; how they treat the environment; how they have sex. I have chosen to analyze what the body of man can say about society. I seek to analyze throughout history, relevant aspects that characterized the importance of the man’s body. A trajectory of facts and opinions that guided the Western world. When one speaks about man’s body, even today, it is a term that is synonymous of the human body. Despite its privileged position in relationship to women for centuries, this modern man lives the extremes of society. It occupies the highest political and economic positions on the globe, but at the same time, also represents the largest contingent of prisoners in jails. The contemporary man is a being who lives social pressures due to the new roles assumed by the woman since the second half of the last century, besides other challenges imposed by the modern life. He tries to locate his position in this new society. A society of performance linked to the logic of consumption as Bauman and Byung-Chul teach us. As a social voyeur I gaze at the body of man to understand the logic that guides our behavior in the second half of the 21st century, where concepts like privacy change with the rising of social networks. A new society of exhibition, where the body becomes a commodity to be worked on to create an intended identity of the individual. And that generates dissatisfaction for those who do not reach the models idealized by that society. But also anxiety among those who have reached valued standards and do not wish to lose them