Diáspora e velhice dos imigrantes Hakka: a memória da alma

To present a work about the Chinese immigration there is without a doubt an interest in the study of the subjects put by the immigration and numerous works in the anthropology areas and sociology can be found. No there is, however, a reflection or more study on the etnias that you/they interest us....

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2008
Main Author: Ling, Chiou Ruey lattes
Orientador/a: Concone, Maria Helena Villas Bôas
Format: Tese
Language:por
Published: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Programa: Ciências Sociais
Department: Ciências Sociais
Assuntos em Portugês:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:http://tede2.pucsp.br/handle/handle/2745
Citação:Ling, Chiou Ruey. Diáspora e velhice dos imigrantes Hakka: a memória da alma. 2008. 286 f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2008.
Resumo Português:Apresentar um trabalho sobre a imigração chinesa representa, sem dúvida, uma contribuição no estudo das questões colocadas pela imigração, enfocada em numerosos trabalhos que podem ser encontrados nas áreas de antropologia e sociologia. Não há, entretanto, uma reflexão ou mais estudo sobre as etnias que nos interessam. O estudo, Diáspora e Velhice dos Imigrantes Hakka: a memória da alma, parte da idéia da imigração, a velhice, o processo de adaptação dos Hakka, tomando como referência a comunidade de São Paulo. Consideramos, por um lado, o tempo curto da chegada desses grupos ao Brasil e a sua preocupação em manter vivas as tradições de origem e, por outro lado, o fato de, contraditoriamente, estarem mergulhados numa sociedade ocidental em processo de mudanças rápidas e radicais. Neste cenário é que nascem e são socializadas as novas gerações de universos Hakka
Resumo inglês:To present a work about the Chinese immigration there is without a doubt an interest in the study of the subjects put by the immigration and numerous works in the anthropology areas and sociology can be found. No there is, however, a reflection or more study on the etnias that you/they interest us. In the study, Diaspora and Old age of the Immigrant Hakka: the memory of the soul, leaves of the idea of the immigration, the old age, the process of adaptation of Hakka, taking as reference the community from São Paulo. We considered, on a side, short time of the arrival of these groups in Brazil and his concern in maintaining alive the origin traditions and on the other hand, the fact of, contradictory be dipped in a western society in process of fast changes and radicals. In this scenery it is that they are born and the new generations of universes are socialized Hakka