Marx: a relação sociedade-natureza

We live in turbulent times of social and ecological crises, and many researchers believe that these are associated, and often are the responsibility of the capitalist system. This linkage of social and environmental problems was seen only in 1960, with the emergence of environmental sociology, concl...

Nível de Acesso:openAccess
Publication Date:2011
Main Author: Schian, Rodolfo Medeiros lattes
Orientador/a: Arruda, Rinaldo Sérgio Vieira
Format: Dissertação
Language:por
Published: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais
Department: Ciências Sociais
Assuntos em Portugês:
Assuntos em Inglês:
Áreas de Conhecimento:
Online Access:https://tede2.pucsp.br/handle/handle/3331
Citação:Schian, Rodolfo Medeiros. Marx: the society-nature relationship. 2011. 135 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2011.
Resumo Português:Vivemos uma época turbulenta, de crises sociais e ecológicas, e muitos pesquisadores acreditam que estas estão associadas e, por muitas vezes, são de responsabilidade do sistema capitalista. Essa ligação dos problemas socioambientais somente foi percebida em 1960, com o surgimento da sociologia ambiental, concluindo que a degradação dos recursos naturais estava associada ao desenvolvimento industrial. Entretanto, para muitos pesquisadores sociólogos, essa problemática, vivida pela sociedade, não poderia ser profundamente analisada por não existir uma teoria que explicasse a relação sociedade-natureza, pois os clássicos da sociologia, (Marx, Weber e Durkheim), trabalharam a questão ambiental de modo tangencial nas suas teorias. Partindo dessa afirmação, foi realizada uma pesquisa para compreender a concepção de natureza de Karl Marx, se de fato a questão ambiental foi tratada tangencialmente em sua obra, como esse pensador clássico refletia a relação sociedade-natureza dentro da teoria socialista, e qual seria o alcance dos seus conceitos para compreender a problemática ecológica. Por meio da análise de suas principais obras e de alguns marxistas, verificamos um pensamento desenvolvido sobre a relação sociedade-natureza, uma concepção de natureza revolucionária para o seu tempo, e acima de tudo, uma teoria desenvolvida por meio do materialismo histórico, que serve como base para analisar a problemática ecológica contemporânea. Marx já havia concluído o que os sociólogos concluíram somente em 1960, que a degradação dos recursos naturais está associada ao desenvolvimento industrial capitalista. Dessa forma, concluímos que socialismo e ecologia são correspondentes
Resumo inglês:We live in turbulent times of social and ecological crises, and many researchers believe that these are associated, and often are the responsibility of the capitalist system. This linkage of social and environmental problems was seen only in 1960, with the emergence of environmental sociology, concluding that the degradation of natural resources was linked to industrial development. However, for many researchers sociologists, this issue, experienced by the company, could not be thoroughly examined in the absence of a theory to explain the relationship between society and nature as the classics of sociology (Marx, Weber and Durkheim), worked on environmental issues so tangential in his theories. Thus, this research was conducted to understand the concept of nature of Karl Marx, if in fact the environmental issue has been addressed tangentially in his work, as this classical thinker reflected the society-nature relationship in socialist theory, and what the extent of their concepts to understand the ecological problem. Through analysis of his major works and some Marxists, we found a thought developed on the relationship between society and nature, a conception of the revolutionary nature of its time, and above all, a theory developed by means of historical materialism, which serves as a basis for analyzing contemporary ecological problems. Marx had already completed what sociologists have concluded only in 1960 that the degradation of natural resources is associated with the capitalist industrial development. Thus, we conclude that socialism and ecology are involved